Como fazer um mestrado na USP

Como já mencionei aqui neste blog, faço mestrado na USP.  Muitas pessoas já me perguntaram como consegui entrar lá, principalmente, por ter feito a graduação em uma faculdade particular. Antes de mostrar o caminho das pedras, vale negar alguns mitos nos quais eu mesma acreditava:

- não, as vagas não são compradas, são poucas…

- não, não precisa ser gênio, nem nerd, nem louco, nem chato, nem sobrenatural, nem estudar o dia inteiro; é preciso persistência, disciplina, disponibilidade e gostar de estudar, obviamente.

Isto posto,  lá vão dez passos para não pagar para fazer um mestrado:

1 –  depois de decidir a faculdade que quer cursar, entre no site e procure a grade de disciplinas que serão oferecidas no semestre seguinte (já aviso, o site é confuso…);

2- escolha uma disciplina do seu interesse e:

- assista como aluno ouvinte: no dia da aula, você chega e pede para o professor para assistir a disciplina. Se tiver vaga e os seus motivos forem convincentes, ele deixa. Você assiste as aulas só para conhecer. Não precisa de presença regular, fazer trabalhos, seminários, nada… só sentar e “ouvir”;

- assista como aluno especial: se inscreva na data estipulada presencialmente lá na USP, depois é preciso fazer uma prova (até que simples) de interpretação de texto em inglês e redação. Também é necessário entregar vários documentos – histórico, currículo, carta de solicitação ao professor, etc. A vantagem é que você pode aproveitar os créditos depois, se vier a fazer o mestrado, e também ‘mostra mais serviço’.

No meu caso, assistir aulas como aluna especial foi crucial para ter ideias de projeto, conhecer o professor e suas linhas de pesquisa, conhecer pessoas que te dão várias dicas e descobrir em que chão você está pisando.

Ah, se fizer aula como aluno especial, capricha no trabalho de conclusão da disciplina!!

3 – escolha a área e o professor orientador;

4- se inscreva para o mestrado propriamente dito, geralmente com quase um semestre de antecipação! Ou seja, para começar a estudar em agosto, o processo começa em março, mais ou menos. As datas são rigorosas e estão no site. Também é preciso entregar um monte de documento, mas nada que você não tenha…

5- faça a prova de inglês – interpretação de texto teórico (ferradíssima…), incluindo respostas dissertativas, e redação;

6- estude para a prova de conteúdo. São geralmente de 4 a 8 livros, dependendo do curso. A lista de livros está no site. No meu caso, consegui os livros por um colega que estuda na USP e pegou na biblioteca. Dica: faça um cronograma das leituras (1 mês para esse livro, x páginas por dia, etc.) e não deixe de fazer uma revisão.  (Ah, dê adeus à sociedade e avise que você vai precisar se retirar);

7- faça a prova de conteúdo. No meu caso, cinco questões dissertativas, você escolhe três para responder. Lembra da folha de almaço do colégio? Você escreve uma daquelas inteira;

8- no dia da prova, você tem que entregar seu projeto de pesquisa, dentro da linha de pesquisa e atuação do professor orientador que você escolheu (ou que vai te escolher, melhor dito). Essa é a parte mais difícil, por isso você tem que pensar nisso lá nas aulas como aluno especial.  Dica: siga as regras de formatação e estrutura, seja objetivo, claro, dê exemplos, não deixe erros, faça uma capinha bonitinha…

9- passou na prova? Agora é a vez da entrevista de mestrado. Esteja preparado para explicar o que você pretende com a pesquisa. No meu caso, havia três professores, incluindo a orientadora, que leram o meu projeto e fizeram perguntas gerais sobre a relevância da pesquisa, etc.  No meu caso específico, para ser sincera, foi mais fácil do que eu pensei, mas não diria que isso é um padrão. Vale lembrar do ditado: “Hope for the best, but plan for the worst”.  Depois  é só aguardar a confirmação ou não da aprovação, que geralmente sai uma semana depois da entrevista.

10 – passou? Agora é só fazer a matrícula! Você vai ter que completar x número de créditos, ou seja, vai precisar assistir disciplinas como aluno regular, geralmente de tarde, uma vez por semana (é nessa etapa que eu estou!). Também é interessante frequentar congressos, convenções, palestras.

Por fim, o céu é o limite: o quanto você vai estudar, ler, “es-cre-ver” vai depender de você. Lembre-se, o interesse é seu e só seu. O que é muito mais difícil do que ter alguém te mandando estudar isso e ler aquilo.

É isso aí! Respondi a pergunta?

Beijo e boa sorte para quem for tentar!

:-)

About these ads

328 Comentários »

  1. Jean said

    Rsrsrsrsrs “dê adeus à sociedade e avise que você vai precisar se retirar” essa foi boa, obrigado pelas dicas!!

    • sandra said

      Obrigada você pela visita, Jean!

    • celia said

      Olá querida,

      Suas dicas são preciosas!!

      Grande abraço

      • sandra said

        Célia, espero que elas possam ajudar!

        Grande abraço,

        Sandra

    • Enoque Pereira said

      gostei demais da dica ,valeu mesmo…..
      bjs!
      Enoque

      • sandra said

        Obrigada, Enoque. Boa sorte.

    • Cláudia said

      Oi Sandra!!! Dar adeus a sociedade…rs…muito boa…falo isso para meus amigos que riem, mas não entendem que preciso estudar…rs…estou participando do processo seletivo da faculdade de educação da USP. Na prova de conhecimentos específicos, eles dizem bibliografia de autores acadêmicos…não sei se são da educação de forma geral ou da educação especial, que é a área de meu interesse. O que você acha? Adorei seu blog, parabéns e obrigada.

    • Olá Sandra. Estou entrando no barco… Boa dica…Galera a partir de Fevereiro de 2013 me esqueçam estou em jUSPter.

      Excelente seu blog, para não!

      • sandra said

        Obrigada, Antonio. Boa sorte em JUSPter!
        Preciso dar uma atualizada no blog sim, tá muito esquecidinho, coitado.

    • norma said

      Olá Sandra, td bem ?então iniciei meu curso de espanhol,kkkkklá na USP você sabe se eles pedem o teste de inglês logo que inicia ou só depois que vc assiste como aluna ouvinte, ou especial, sei lá e passa pela bendita prova? e mais uma pergunta você sabe se posso escolher o tema que quero, ou tem que ser um que já exista um grupo de estudo, no meu caso quero pesquisar sobre “Dificuldades Transtornos de aprendizagem”, mas no site não tem nada neste sentido.Obrigado, e parabéns
      pela humildade em responder e conversar o line conosco. kkk, abraços.

  2. Caio said

    Deste prova de que realmente tens espírito sábio… Quem partilha conhecimentos e abre portas fazendo uso dele realmente os possui!

    • sandra said

      Caio,

      É realmente muito gratificante compartilhar o que tenho aprendido, o que ainda é tão pouco. Fico lisonjeada com o seu comentário. Muito obrigada pela visita.

  3. Caio said

    “… fazendo uso deles”

  4. CLARISSE said

    OLÁ GOSTARIA DE SABER MAIS DA PROVA DE INGLES, COMO É, QUE PERGUNTA, ETC.
    AGUARDO RESPOSTA

    • sandra said

      Oi, Clarisse.

      A prova de inglês varia de acordo com a área para a qual você está se candidatando. Para áreas gerais, a prova é basicamente interpretação de texto (questões de múltipla escolha em inglês e dissertativas com respostas em português). Não há questões puramente gramaticais, tudo envolve saber interpretar corretamente as relações do texto. Por exemplo, “o pronome “them” na linha tal refere-se a que elemento?” ou “o advérbio tal exerce que função?”. Provas específicas para a área de inglês incluem “produção” em inglês, ou seja, um conhecimento mais “ativo”, como uma redação com tema acadêmico.

      Boa sorte, Clarisse, e obrigada pela visita.

      • André said

        Olá Sandra, fiquei com uma duvida em relação a esta resposta: quando diz que “Provas específicas para a área de inglês incluem “produção” em inglês, ou seja, um conhecimento mais “ativo”, como uma redação com tema acadêmico.”, significa fazer uma redação em inglês? Há algum momento que respostas ou textos tem que ser redigidos em inglês? Gostei muito de sua dica, me ajudou a ver de maneira mais ampla o que deverei fazer quando chegar a hora. Obrigado.

      • sandra said

        Oi, André,
        Sim, a prova de inglês para o mestrado em língua inglesa inclui uma redação. Não havia respostas dissertativas em inglês, mas fiz a prova em 2008, isso pode ter mudado, melhor verificar diretamente com o departamento.
        Good luck!

  5. Nani said

    As aulas são somente a tarde?
    Fiquei triste em saber pois sempre achei que fosse somente aos sábados.
    No momento da entrevista o projeto precisa ser apresentado oralmente em inglês ou é em português mesmo?

    Vc citou sobre ser aluna especial, é necessário fazer essas aulas para se inscrever no curso de mestrado?

    Sucesso.
    Beijos

  6. Flávia said

    Boa tarde.

    Você tem alguma dica de como conseguir assistir aulas como aluno ouvinte ou especial?

    Obrigada

    Flávia.

    • sandra said

      Oi, Flávia.

      Obrigada pela visita.

      Para assisitir aulas como ouvinte, basta escolher uma disciplina do seu interesse (a grade do semestre é divulgada no site da faculdade) e, no primeiro dia de aula, peça permissão ao professor para ser uma ouvinte. Explique seu interesse na disciplina, algum projeto que você tenha em mente, etc.

      Para assistir aulas como especial, é um pouco mais difícil. Na maioria dos casos, você precisa se inscrever com antecedência, fazer uma prova, escrever uma carta de solicitação ao professor, entregar seu currículo. As datas e os procedimentos também são divulgados no site da faculdade. A vantagem é que você pode aproveitar os créditos da disciplina no futuro, já como aluna regular.

      Se você tiver outras dúvidas, ligue ou vá até o departamento de pós-graduação da faculdade.

      Boa sorte.

      Sandra

      • Flávia said

        Muito obrigada pela ajuda.

      • Iana said

        Obrigada Sandra pelas suas dicas, terminei de entrar como aluna especial de mestrado em Educação na UFMT e estou ansiosa para iniciar a minha jornada e atingir a minha meta q é conseguir a vaga como aluna regular. Se vc puder me ajudar com algumas dicas , ficarei extremamente grata.
        Iana Marassi

      • sandra said

        Oi Iana,

        Obrigada pelo seu comentário.

        Você já está no caminho para atingir seu objetivo. Minha dica é continue buscando informações estudando bastante. Não é fácil, mas é recompensador, sem dúvida.

        Se eu puder ajudar em alguma coisa específica, é só passar por aqui e mandar a pergunta.

        Abraço,

        Sandra

      • norma said

        Muito obrigado, vc realmente é especial precisa tanto saber disso!!! grata Norma.

      • sandra said

        Obrigada, Norma. Espero ter ajudado.

  7. juliana machado antonio de oliveira said

    obrigada pelas dicas…gostei muitooo

    • sandra said

      Espero que ajude!

      Obrigada pela visita, Juliana!

      Abraço,

      Sandra

  8. Thiago said

    Ola, como voce disse, o curriculo é analisado para que se de inicio ao mestrado….o fato de ter licenciatura alem do bacharelado é de grande importancia na hora da analise curricular?

    • sandra said

      Oi, Thiago,

      Eu diria que é importante, mas não primordial. Outros pontos que você pode ressaltar são seu histórico de notas, alguma iniciação científica, presença em congressos, enfim, sua vida acadêmica durante a faculdade.

      Boa sorte e obrigada pela visita ao blog!

      Sandra

  9. Ola.

    Entrei procurando informacao, mas fico pesando que nao tenho mais idade faco 42 em juhlo, terminei minha faculdade ano passado gostaria de continuar, o que voce aja?

    • sandra said

      Oi, Sayonara.

      Obrigada pela visita ao blog.

      Claro que ainda é tempo de estudar. Existe muita coisa a ser pesquisada. Aliás, muitas das minhas colegas estão nessa sua faixa etária.

      Boa sorte.

  10. Rosana Cabral said

    Olá Sandra=)
    Muito obrigada por suas preciosas dicas. Tenho 50 anos, termino em agosto o curso de Pedagogia à distância e suas informações aumentaram ainda mais minha coragem para encarar o mestrado na USP. Mesmo sendo aluna de curso à distância vou apresentar meu projeto e, mais tarde, tenha certeza que voltarei a lhe agradecer pela iniciativa de auxiliar o próximo a progredir.
    Deixo-lhe uma mensagem inspiradora que lí um dia desses.
    “Evolução é quando se chega lá na frente e se tem vontade de volta e ajudar os que estão vindo.”
    Parabéns.

    • sandra said

      Rosana,

      Muito obrigada pela visita e pelas palavras. Fico verdadeiramente feliz em poder alcançar pessoas como você, que estão à procura de informações para seguir adiante e realizar suas metas. Vá em frente! Muito boa sorte.

      Abraço,

      Sandra

  11. angela said

    eu terminei a minha pós-graduação e fazer o mestrado as vezes parece tão distante!!!! mas estou lendo, vendo as possivilidades, não quero parar de estudar.

    Sou professora e tudo o que sei passo adinte, e o que você fez em passar as dicas sobre o mestrado foi muito importante para as pessoas que muitas vezes não conhece o caminho e que esses muitas das vezes são arduos os chamados “caminho das pedras”.

    obrigada pelas dicas e vou entrar no site para ver o curso que estou interessada. E quero escrever para a Sayonara que nunca é tarde para começar ou até mesmo para recomeçar.

    um grande abraço e sucesso a vocês

    • sandra said

      Angela,

      Muito obrigada pelo comentário. Leitores como você são a motivação para este blog.

      Abraço,

      Sandra

  12. Simone de Carvalho said

    Oi Sandra,

    Gostei muito da forma como escreveu sobre a sua trajetória, ela ajuda a clarear esse universo que ás vezes é tão monstruoso não é? Quando disse que a prova de inglês é ferradíssima, me deu até um frio na espinha! Mas o que eu acho muito interessante é que a maioria dos currículos lattes que tenho lido, os professores doutores e tal não tem pleno domínio da língua, interessante isso né? O negócio mesmo é saber ler e escrever.
    Bom, acabei de passar pelo processo de mestrado da PUC. Me identifiquei com uma linha de pesquisa de uma orientadora de lá e confesso que ainda estou muito reflexiva com a minha “reprovação”. Vai vendo a prova: duas questões mega fáceis; uma uma folha com alguns gráficos das principais regiões brasileiras e a análise dos anos de 88,95 e 96 sobre aprovação, reprovação e evasão escolar (O mestrado é de Psicologia da Educação, sorry!). A professora não disse nada o que era para fazer e que somente teríamos de escrever uma lauda. A segunda, sua opinião pessoal sobre o que a mídia tem veiculado recentemente sobre o abandono dos professores do Ensino Médio. Deram uma folha com linhas dos dois lados e ponto. Só disseram que iriam avaliar a coerência de idéias, habilidades discursiva e tal.
    Well, paguei 230 reais pela inscrição. That’s ok, mas ficamos no vácuo literalmente, sem saber os critérios. Pensei: devem ter avaliado se eu tinha pós, se já tinha sido aluna ouvinte ou especial como você foi, enfim, ou se acharam uma audácia que ter ido lá, só com uma graduação e ainda por cima em uma universidade particular tentar o maravilhoso mestrado. Ai entrei no site da USP hoje e vi que o processo seletivo para o mestrado é um pouquinho pior. O negócio é mesmo ir lá e dar as caras até conseguir entrar não é? E claro, saber muito speaking english! Querida, parabéns pelo artigo no blog e te desejo sorte no seu mestrado. Um grande abraço,

    • sandra said

      Simone,

      Muito obrigada por compartilhar sua história.

      Sinto muito pela sua reprovação. De qualquer forma, foi bom você ter passado por todo o processo, assim você já vai aprendendo como são as coisas. Não acho uma ‘audácia’ você tentar o mestrado só com a graduação. Esse também foi o meu caso. Não porque eu não quis fazer uma especialização antes, mas porque não encontrava nada que me interessasse. Você não mencionou nada sobre um projeto de pesquisa prévio. Não sei como funciona na PUC, mas na USP o projeto é muito importante. Meu humilde conselho para vocé é não desista. É muito comum as pessoas tentarem algumas vezes antes de entrar no mestrado. Como eu falei no post, o importante é perseverança. Continue tentanto, uma hora você certamente consegue.

      Obrigada pelo comentário e pela visita.

      Abraço e boa sorte!

      Sandra

    • norma said

      maravilha!!!

  13. Vivi said

    Oi!!

    Muito boa as suas dicas…
    Então, estava vendo as linhas de pesquisa de mestrado na USP e gostaria de saber de vc que já passou por todo o processo de escolha…se é impressão minha ou se não não tem nada mesmo com relação a nossa gramática nas linhas de pesquisa da USP …
    Gosto muito de gramática, morfologia, sintaxe…enfim gostaria de saber se tem alguma linha de pesquisa em relação à isso…
    Se vc puder me orientar…seria ótimo
    Obrigada!!
    Vivi

    • sandra said

      Oi, Vivi,

      Obrigada pelo seu comentário!

      Realmente não saberia te responder ao certo sobre as linhas de pesquisa de Língua Portuguesa. Mas, na secretaria do Departamento de Pós-graduação da FFLCH, eles podem te fornecer um folheto com um descritivo das linhas de pesquisas dos professores. Sugiro você ligar lá antes para confirmar!

      Boa sorte!

      Abraço,

      Sandra

  14. Danilo said

    Uiaaaaa…gostei das dicas!!!Principalmente a parte das provas em inglês!!!O que vc acha mais proveitoso, um curso comum de inglês ou aqueles cursos de inglês instrumental!?!?
    abraços e Boa Sorte no Mestrado…dá-lhe café!!!!
    Ahhh…não esqueça de nos avisar qdo terminar, comentários da banca, essas coisas!!!

    Oi, Danilo!!

    Obrigada pelo comentário.

    Para a prova de inglês, o melhor mesmo é você estudar interpretação de texto, ou seja, ler bastante e adquirir vocabulário.

    Pode deixar, quando terminar o mestrado, vou publicar um post bem caprichado pra comemorar!

    Boa sorte!

    abraço

    Sandra

  15. Sônia said

    Oi querida!
    Gostaria de saber como consigo esses livros para estudar na USP,mesmo nao sendo aluna ainda, e se não frequentar as aulas como aluna especial, e ter um projeto, como o professor poderá sabe dele?
    Muito obrigada!
    abraços!

  16. sandra said

    Oi, Sônia, obrigada pela visita no site!

    A lista dos livros para a prova você consegue no site da USP. Procure informações sobre o processo de inscrição para o mestrado. Os livros propriamente você pode conseguir de diversas formas: em bibliotecas, com colegas ou até comprando.

    Assistindo aulas como aluna especial ou não, o professor ficará sabendo do seu projeto quando você submetê-lo durante o processo de admissão ao mestrado. Mas primeiro você precisa ser aprovada na prova de inglês e de conteúdo (se não se formou na USP).

    Boa sorte!

    Abraço,

    Sandra

  17. Adorei seus comentários, confesso que antes de lê-los estava completamente confusa acerca do assunto “mestrado”.
    Estou pensando (seriamente…rs) em ingressar, mas eu gostaria de saber (se você souber, é claro) se os cursos são pagos, pois li em uma revista que um mestrado na USP pode chegar a custar até R$ 33 mil reais, fiquei um pouco assustada com o valor.
    Sucesso em sua jornada…que seu futuro seja BRILHANTE!!!!
    Bjos
    Gisele

    • sandra said

      Adorei seus comentários, confesso que antes de lê-los estava completamente confusa acerca do assunto “mestrado”.
      Estou pensando (seriamente…rs) em ingressar, mas eu gostaria de saber (se você souber, é claro) se os cursos são pagos, pois li em uma revista que um mestrado na USP pode chegar a custar até R$ 33 mil reais, fiquei um pouco assustada com o valor.
      Sucesso em sua jornada…que seu futuro seja BRILHANTE!!!!
      Bjos
      Gisele

      Oi, Gisele!

      Obrigada pelo comentário.

      Eu não pago nada pelo mestrado. Mas também já ouvi falar de alguns cursos (se não me engano, Economia) em que se paga. Você pode entrar em contato com o departamento de pós da sua área e confirmar.

      Boa sorte e um futuro BRILHANTE pra você também! ;-)

  18. Bruno Tateishi said

    Olá, Sandra! Como vai?

    Achei o seu relato realmente interessante. Um mestrado, antes e depois de ser aprovado, não é algo tão simples de ser encarado.

    Vou para o 4º semestre do curso de Letras na Universidade Presbiteriana Mackenzie e o meu grande sonho é cursar um mestrado na USP. Pretendo prestar a prova já no 2º semestre do ano que vem.

    A prova de proficiência (que pretendo fazer em espanhol) não me dá tanto medo pois tenho domínio da língua … oque me assusta de verdade é a prova específica (uiiiiiiiiii)! Já estou lendo alguns livros referentes à prova mas estou achando muito “nóia”!! Fale um pouco mais, por favor, de sua prova e dê algumas dicas kkkk

    Quanto ao projeto, gostaria de saber quais são os pontos que devo abordar … já sei sobre oque vou fazer, só preciso de ajuda na elaboração!

    Uma coisa que vc falou e me fez pensar é sobre vagas compradas … ainda me revolta (e muito!!!) a questão de terem vagas destinadas para certas pessoas “certas”. Eu, sinceramente, tenho uma pessoa que é amiga do orientador que eu quero trabalhar na USP e tenho certeza que sem essa indicação não teria chances pra nda! =/

    Muito obrigado e boa sorte em seu mestrado! Se puder (e quiser) deixe algum contato de MSN … é sempre bom ter contato com pessoas assim!

    Abraçossssss!

    • sandra said

      Oi, Bruno, tudo bem?

      Obrigada pela visita ao blog!

      Realmente, um mestrado não é nada simples antes nem muito menos depois de ingressar. Por isso, é muito importante você, no mínimo, gostar do que está estudando.

      Parabéns por estar começando cedo a buscar informações, se preparar para a prova, pensar no projeto… O processo é longo e exige paciência e perseverança.

      Quanto à prova de conteúdo, no meu caso, havia cinco questões dissertativas sobre assuntos específicos dos livros, das quais eu tive que responder três. Não tem muito segredo: leia todos os livros e faça uma revisão no final.

      Em relação ao que deve conter o projeto, procure instruções mais específicas no próprio site da faculdade, mas para adiantar alguma coisa, pense em: justificativa, objetivos, fundamentação teórica, metodologia e cronograma.

      Por fim, quanto às indicações para o professor orientador, não vou negar que possam ajudar, mas tudo vai depender da qualidade do seu projeto.

      Boa sorte!

      Depois passa aqui pra contar como foi.

      Abraço,

      Sandra

  19. Maytê said

    Olá Sandra,

    Em primeiro lugar, obrigada pelas dicas no blog, são realmente muito úteis.
    Vou fazer a prova pro mestrado este ano, se tudo der certo. Minha área é outra, História mas, gostaria de perguntar se você sabe se o sistema de provas é padrão, ou seja, será que para História a prova de metodologia é igual à sua? Cinco questões para responder? Estou lendo a bibliografia indicada e a forma como a prova pode ser feita está me deixando sem dormir, (rs).
    Obrigada pelas dicas mais uma vez, um abraço.

    • sandra said

      Oi, Maytê,

      Obrigada pela visita ao blog!

      Sinceramente, não saberia te dizer se as provas seguem os mesmos padrões nas diferentes faculdades. No meu caso, como eu falei, havia cinco questões dissertativas e eu poderia escolher três para responder. Para você conseguir dormir melhor de noite, sugiro você se informar do departamento de pós-graduação da História.

      Boa sorte!

      Abraço,

      Sandra Navarro

  20. Letícia said

    Oii Sandra..
    Tudo bem??
    Gostaria de saber como que funciona o aluno especial?
    Tem que fazer prova? Tem que ser feita após a graduação? Começa já com um projeto de pesquisa? Como que é o processo de seleção.? Tem todo semestre?
    Se puder me passe seu e-mail pois tenho várias dúvidas..

    Obrigada.

    Abraço =)

    • sandra said

      Oi, Letícia, obrigada pela visita ao blog.

      As perguntas que você fez estão respondidas no post acima. Por serem aulas na pós-graduação, você precisa sim ter concluído a graduação.

      O processo seletivo está explicado mais detalhadamente no site da faculdade.

      Boa sorte!

      Abraço,

      Sandra

  21. Taísa said

    Olá,adorei sua explicação quanto fazer um mestrado na USP,pois eu penso que é muito difícil,ainda mais que eu fiz Magistério(a grade curricular é diferente do Ensino Médio).Depois fiz Letras e na Faculdade não vi muitas questões voltadas a minha aprendizagem,apesar que, hoje eu sei muito mais estudando e percebo que é difícil sim fazer um mestrado.

  22. Luciene Nacif said

    Olá Sandra parabéns pela sua capacidade de tornar mais fácil algo que parece tão difícil… estou interessada em fazer mestrado na USP, na área médica, qual é a sua área?
    Será que terei que fazer prova de inglês? Tudo bem pq estou acostumada a ler em inglês mas acredito que na minha área será outro tipo de prova… tem alguma idéia?
    Obrigada,
    Luciene.

    • sandra said

      Oi, Luciene, obrigada pelo seu comentário.

      Sou formada em Letras e faço mestrado na área de inglês, mais especificamente tradução.

      Para ingressar no mestrado, todos passam por uma prova de inglês, isso é certo. O que muda, claro, é o tipo de prova. Que bom que você está acostumada a ler em inglês, pois a maioria das provas são de interpretação de texto teórico.

      Boa sorte!

      Sandra

  23. Francinne Lopes said

    Olá, Sou de Maceió, não moro em são paulo mais pretendo…rsrs
    Me formei pela Universidade federal do meu estado ano passado, dai entrei no site da USP e vi que estavam abertas as inscrições para mestrado. Fiz minha inscrição(Mestrado em Saúde Pública), as provas vão ser dia 12 de setembro 2010,portguês,redação e inglês.Estou com professor particular de inglês e fazendo cursinho já de português.Minha crucial dúvida é meu pré-projeto solicitado para segunda fase, voce acha que algum orientador me aceitaria mesmo a distância?Já escolhi minha linha de pesquisa, no site vi alguns orientadores, entrei em contato por email mais nao obtive resposta.Outro problema,meu curriculum lattes nao é muito extenso, nao participei de nenhuma pesquisa cientifica, nao tenho pós, apenas alguns bons congressos, e cursos, tenho chances de passar na segunda fase, pois é analise curricular e do préprojeto?!

    Desde já sou grata pela atenção

    • sandra said

      Oi, Francine. Obrigada pela sua visita ao blog.

      Acredito que você possa ser aceita, sim, mesmo à distância. Minha orientadora têm um orientando de Minas Gerais. Mas como você precisará assisitir aulas para obter os créditos das disciplinas, precisará estar em SP pelo menos uma vez por semana. Por isso, imagino que seja melhor mesmo você se mudar para cá.

      Quanto ao seu curto currículo Lattes, também não vejo isso como impedimento. Tudo depende muito da qualidade do seu projeto. Eu não sabia o que era Lattes antes de ingressar no mestrado! Acredito que isso só é um diferencial se houver muitos concorrentes à vaga.

      Uma dica, quando elaborar seu currículo, dê bastante destaque a tudo que você fez na área acadêmica – todos os congressos, trabalhos importantes na faculdade, inclusive o de conclusão do curso – e à sua experiência profissional na área.

      Boa sorte!

      Sandra

  24. MARIA CRISTINA FERREIRA MAIA said

    Olá Sandra.
    Quero parabeniza-la pela divulgação de sua experiência pessoal como mestranda da USP. O seu relato a esse respeito dismitifica,em termos, e esclarece a todos que anseiam cursar na USP. Percebe-se a sua boa vontade, e sobretudo, o seu estimulo em atender a todos que estão inquietos com a questão do mestrado.
    Neste ano,tentarei o meu em História /UFGD/MS. Quando começarem as aulas estarei com 53 anos e como voce disse, “esqueça a idade”, lembrando-nos que é preciso “apenas” escrever bem.

    .

  25. Ana Paula said

    Oi Sandra, gostei muito das suas dicas e depois de lê-las senti mais coragem e vontade de enfrentar o ‘tal mestrado’, procurei no site da USP mas acho um pouco confuso ainda.. Sou formada em Pedagogia e faço Pós em Educação Especial, gosto muito da Lingua de Sinais (LIBRAS) e tenho certa fluência e experiência com pessoas surdas, recentemente recebi uma proposta de montar um curso com noções básicas de Libras voltado pra área da saúde, estou pesquisando e montando mas vejo o quanto falta ainda isso, e o quanto seria importante eu me especializar nisso. Será que consigo fazer um Mestrado voltado pra essa área?
    Fiz Inglês por alguns meses, mas acho que isso não me ajudaria muito, o que devo fazer? Voltar e continuar estudando ou se eu estudar sozinha dou conta?
    Obrigada mais uma vez..

    =)

  26. Alessandra said

    Olá Sandra, concluí em 2003 uma especialização pela Faculdade de Saúde Pública – USP, por motivos familiares não tentei ingressar no mestrado. Você acha que por ser ex aluno, isso facilite o meu ingresso?
    Obrigada

    • sandra said

      Oi, Alessandra.

      Obrigada pelo seu comentário.

      Acredito que sim, por ser ex-aluna, você tem vantagem. Isso porque você já tem experiência em uma faculdade com tradição em pesquisa, pode já conhecer os professores, os processos, etc. Claro que tudo vai depender do seu projeto, da aprovação das provas, do número de vagas disponíveis. É um processo longo, mas vale a pena quando você consegue. Boa sorte!

  27. Alessandra Aparecida said

    Oi Sandra,
    Parabéns pelo seu mestrado e por ter dividido todas as etapas conosco :-)
    Sou aluna de Letras-Tradução da PUC-SP. Como tradutora, fiquei imensamente interessada no que vc escreveu. Existe mestrado para tradutor? Como assim?
    Ou vc escolheu o departamento de língua inglesa e está usando tradução como tema do seu projeto?
    Semana que vem começo um curso na Citrat. Sua orientadora é de lá?
    Muito obrigada pela atenção!

    • sandra said

      Oi, Alessandra.

      Eu também sou formada em Letras – Tradução pelo Unibero e, como você comentou, o meu projeto faz parte do departamento de língua inglesa e envolve a tradução (mais especificamente, Linguística de Corpus, Terminologia e Tradução). Eu receberei (se Deus quiser!) o título de mestrado em Estudos Linguísticos e Literários em Inglês.
      Minha orientadora é a Stella Tagnin. Se você vai começar no Citrat, muito provavelmente vai conhecê-la.

      Obrigada pela visita ao blog.
      :-)

  28. Alessandra Aparecida said

    Ah, outra pergunta: Vc acha que quem faz o mestrado na USP tem mais chances de conseguir um doutorado por lá?
    Obrigada!

    • sandra said

      Oi, Alessandra,

      Obrigada pelo seu comentário.

      Sim, acredito que quem faz o mestrado na USP tem mais chances de continuar por lá porque já está desenvolvendo uma linha de pesquisa seguida pelo departamento. Mas claro que isso não quer dizer que pessoas de outras instituições não possam ingressar diretamente no doutorado. Recentemente um amigo meu que fez mestrado na PUC-SP foi aceito no doutorado da USP. Vai depender do seu projeto, aprovação nas provas, currículo, vagas, persistência, enfim, vale a pena tentar.

      Abraço e boa sorte.

      Sandra

  29. Rosangela said

    Olá Sandra!!

    Gostei muito do que v escreveu sobre o mestrado…
    Gostaria muito de fazer meu mestrado na USP. Eu tb estudei em faculdade particular,é isso me desanima por que aos meus olhos parece tudo tão dificil…mas ao mesmo tempo sei que nada é impossivel quando se tem vontade e se esforça.
    Mas obrigada pelas dicas!!

  30. Andréia Gomes said

    Boa tarde Sandra, tudo bem?

    Me inscrevi para mestrado como aluno regular, estou com dificuldades em encontrar as biografias e sobre o que estudar além disso….
    Vc teria algumas dicas para me passar?

    obrigada e boa tarde!

    • sandra said

      Andréia,

      Obrigada pela visita.

      Na época que eu me inscrevi, encontrei a bibliografia no próprio site do departamento e um colega retirou os livros para mim na biblioteca da FFLCH. Se você não encontrar a relação dos livros no site, vale a pena dar uma ligada no departamento.

      Boa sorte!

  31. Denise said

    Olá, Sandra. Muito bom ter encontrado vc em meio ao desespero rsrsrsrs.
    Gostaria de saber se eu fizer um projeto de uma área ofertada, mas não estiver muito na linha de pesquisa preferida do orientador isso pode prejudicar ou somente a qualidade do projeto decide nessa fase da seleção?
    Thanks!

  32. solange said

    Gostaria, mas isso não é para quem tem filho pequeno e dois empregos como professora. Infelismente a vida é assim, não dá para ter tudo, né?
    Boa sorte, nos seus estudos, valeu pela contribuição das suas informações.
    Abraços
    Solange.

    • sandra said

      Solange, obrigada pelo seu comentário.

      Certamente, com filho pequeno e dois empregos, seu tempo fica muito comprometido, mas quem sabe no futuro? Tudo começa com o sonho…

      Boa sorte pra você também!

      Abraço,

      Sandra

  33. Priscila said

    Ola, muito legal as dicas, eu tenho um projeto ja aprovado pelo comitê de ética da USP, e agora estou meio perdida nessa segunda fase ( fazer aula especial, prova de proficiência e etc.) Você saberia me dizer, se devo me cadastrar nas aulas especiais ? e se posso escolher qualquer tema desde que esteja na minha área ? realmente o site é muito confuso, tem alguma dica de como utilzar o site com maior facilidade.?

    Obrigada

    • sandra said

      Oi, Priscila, obrigada pela visita ao site.

      Parabéns pelo seu projeto. Não sei se os procedimentos na sua faculdade são os mesmos. No meu caso, o projeto só foi aprovado depois que eu tinha sido aprovada na prova de conteúdo e proficiência em inglês. Depois de tudo isso, aí sim eu me matriculei como aluna regular.

      Antes de todo processo formal, eu fiz aula como aluna especial. Sim, sugiro que você se matricule no curso mais relacionado ao seu projeto.

      Se tudo continuar muito confuso, visite a secretaria do departamento de pós da faculdade. Lá eles podem te ajudar melhor!

      Boa sorte!

      Abraço,

      Sandra

  34. Bárbara Domingues said

    Boa tarde Sandra,
    Estou buscando um contato para fazer aula como aluna especial no mestrado de Ciencia Politica na USP, porém hoje eu liguei lá e falaram que é necessário levar o comprovante de conclusão da graduação, nao posso mesmo assistir uma aula apenas ainda terminando a graduação?

    E se posso, com quem devo falar?

    • sandra said

      Oi Bárbara,

      Realmente você precisa ter terminado a graduação para se matricular como aluna especial, pois esse já é um curso de pós-graduação. Se você ainda não terminou, assista aula como ouvinte apenas.

      Boa sorte!

  35. Joel said

    Gostaria de saber, por exemplo, você cursou faculdade particular, eles fazem algum tipo de ‘nivelamento’, para cursar disciplinas que com a graduação não foi possível cursar ? ou não há análise da grade curricular ?

    • sandra said

      Oi, Joel,

      Eu cursei faculdade particular, sim, e tive que fazer uma “prova de conteúdo” (eu menciono no post). Acho que isso vale para todos que vêm de fora da USP. Não há análise da grade curricular propriamente dita, mas eles pedem seu histórico de notas.

      Boa sorte e obrigada pela visita.

  36. Isabela said

    Olá sandra, adorei o seu interesse e disponibilidade para ajudar os outros, muito bom mesmo!!

    Então lá vou eu tirar as minhas duvidas também! eu tenho interesse em fazer mestrado na usp e estou indo o ano que vem para o meu ultimo ano de faculdade, gostaria de fazer o mestrado logo ao sair da faculdade, portanto prestaria o ano que vem, as minhas duvidas são de como funciona o programa de bolsa do mestrado, algum paga?, faço puc campinas, por ser particular isso dificulta?, faço IC Há dois anos mas não é na área de interesse do meu mestrado, pois a PUC não oferece pesquisa na área de interesse do meu mestrado. esse fato ajudaria em alguma coisa? mesmo sendo aluna da graduação posso me colocar como ouviten de uma disciplina da pós na USP??

    muito obrigada pela sua atenção
    Abraços

    • sandra said

      Oi, Isabela,

      Que bom que você já está buscando informações desde cedo. Não sei se poderei responder todas as suas dúvidas, mas vamos lá.

      As bolsas de mestrado que existem são concedidas pela Fapesp e pela Capes (giram em torno de 1200 reais e duram dois anos). Entre nos sites dessas instituições para ver como funciona (é meio burocrático).

      Não, por você cursar faculdade particular não dificulta a obtenção da bolsa (ou seja, você não vai precisar comprovar pobreza :-). O importante vai ser o seu projeto e um orientador disposto a aceitá-lo.

      Não entendi o que é IC…

      Por fim, como aluna de graduação você pode sim ser ouvinte (não pode ser aluna especial) nas aulas de pós da USP. Seria uma boa experiência.

      É isso. Boa sorte e vai em frente!

      Abraço

      • Isabela said

        Olá Sandra, muito obrigada pela sua resposta! IC quer dizer iniciação científica ehehe. Então pelo o que pude entender é que posso ser ouvinte da pós, e não alina especial né?? Tenho uma duvida, para o mestrado eu preciso fazer a prova de ingles ou posso levar alguma certificação de curso??

        muitoo obrigada, beijos

  37. Waldir said

    Olá Querida,
    Estou arradasado e desesperado, fiquei amadurecendo a idéia de fazer um mestrado a mais ou menos seis meses, quando consegui uma razoável quantidade de informações, fui fazer a inscrição para aluno especial e a perdi-a por 13 dias…Ahhhh!! Não acredito…Estou pensando em frequentar as aulas como aluno ouvinte e no próximo semestre me inscrever como aluno especial. Você acha que compensa ir um semestre como aluno ouvinte? Detalhe, o mestrado é na UNICAMP. Obrigado.

    • sandra said

      Olá Waldir,

      Não se desespere. Você ainda pode assistir aulas como aluno ouvinte, o que pode ser tão proveitoso quanto as aulas como aluno especial. Aliás, você nem precisa se matricular como especial no semestre que vem se não quiser. Mas fique atento às datas de inscrição no programa de mestrado propriamente dito.

      Boa sorte. Feliz 2011! :-)

  38. Caroline said

    Olá Sandra! Como vai?

    De fato, como diversos colegas comentaram, sua iniciativa em compartilhar as informações sobre o processo de pós na USP é brilhante e generosa. Obrigada por compartilhar!

    Sou ex-aluna USP (Letras – Português/Linguística) e posso dizer que as informações são confusas e difíceis de se conseguir tanto para quem fez graduação fora quanto para quem fez graduação na própria USP. A gente vai conseguindo assim, conversando com quem já passou pelo processo!

    Gostaria de dizer aos interessados que a inscrição para aluno especial para esse primeiro semestre de 2011 ocorre dias 13 e 14 de janeiro (ou seja, daqui dois dias apenas). OBS: Sandra, eu imaginei que as incrições para estudantes especiais valessem também para disciplinas da graduação (seria como um curso semestral em que receberíamos certificado ao final). Você saberia me confirmar isso?

    Um grande abraço e obrigada, mais uma vez, pela iniciativa em compartilhar.

    • sandra said

      Oi Carol,

      Fico feliz de poder compartilhar essas informações e ajudar pessoas interessadas como você.

      Muito obrigada pelo seu comentário e contribuição!

      Como você comentou, tudo o que aprendemos é de ouvir aqui e ali, convesa com um, conversa com outro… Até hoje fico sabendo de informações importantes durante o café na cantina!

      Infelizmente, não sei responder sobre as disciplinas da graduação, mas suponho que aluno especial de pós só possa se matricular nas aulas de pós. Melhor mesmo confirmar na secretaria dos cursos.

      Obrigada pela visita!

      Abraço,

      Sandra

  39. Andrea said

    Olá Sandra, vou me inscrever para Aluno Especial do Mestrado da Eca, você pode me dar algumas dicas de como deve ser a carta de solicitação ao professor. No meu caso vou me inscrever para a matéria de Semiótica da Comunicação na Cultura. Aproveito para parabenizer pelo post e pelo blog, gostei muito. Obrigada e aguardo suas dicas. Abs

    • sandra said

      Olá Andrea,

      Obrigada por deixar seu comentário.

      A carta deve conter um pouco sobre sua formação acadêmica, experiência profissional, seu interesse na disciplina (planos de projeto, por exemplo). Você pode incluir também um pouco sobre seu perfil. Um parágrafo para cada coisa está de bom tamanho e uma página está suficiente.

      Boa sorte!

      Abraço

  40. Fabia said

    Olá! Adorei
    Suas dicas são diretas e objetivas e mostram o passo a passo de como iniciar o mestrado na USP
    Parabêns pela iniciativa!
    Pessoas como vc, com a sua visão e ação contribuem para a realização de de milhares de outros sonhos e tornando assim o mundo melhor !
    Bj Fabia!

    • sandra said

      Fabia,

      Fiquei muito feliz com o seu comentário. Obrigada! Realmente estamos falando de um sonho – um que exige muuito trabalho, mas que também é igualmente recompensador!

      Boa sorte para você!

      Beijo

      Sandra

  41. Nanci said

    Oi Sandra, desde já agradeço você ter compratilhado sua experiência, porque sempre entrava no site da Usp e nunca entendia nada rss. Posso abusar mais um pouco? É o seguinte: Quando você entra para o mestrado, de fato, vc assiste aula só um dia por semana? Ou vc tem que fazer todas as disciplinas da linha de pesquisa?
    E outra coisa: Por exemplo eu sou designer, fiz Desenho Industrial, não tem linhas tão específicas, então eu olhei a lista, e poderia escolher 2 disciplinas da Eca, ou outras 2 da Fau, que mais têm a ver com Design, e assistiria como ouvinte ou aluna especial. Mas quando for fazer o mestrado, (por exempo se escolher a disciplina da FAU) teria que fazer todas as disciplinas da Linha Design e Arquitetura q contém essa disciplina que eu fiz? Porque minha área não tem a ver com arquitetura e todas as outras disciplinas puxam prá esse lado. Minha dúvida é se teria q fazer todas e assim ficaria um pouco fora da minha área, ou se eu já começaria a encaminhar a discipina q eu tinha escolhido e assistido para a minha tese. Como funciona isso? Sou completamente perdida em como funciona essas escolhas, por favor me ajude rs
    Obrigada e sucesso!

    • sandra said

      Oi Nanci,

      Espero que o post tenha ajudado.

      Respondendo suas perguntas:

      No mestrado, você assiste uma aula (de cerca de 3 horas) por semana para cada disciplina em que você está matriculada. Você pode se matricular em uma ou mais disciplinas por semestre, até adquirir o número mínimo de créditos exigidos. No meu caso, cursei 4 disciplinas, uma por semestre.

      Você não precisa fazer todas as disciplinas de uma linha de pesquisa. Você tem que escolher junto com o seu orientador as disciplinas mais úteis para a pesquisa. Tudo vai depender do seu projeto.

      Boa sorte e sucesso!

      Abraço,

      Sandra

      • Nanci said

        Obrigada Sandra, ajudou muito!
        bjo

  42. Maria Alice said

    Obrigada, foi muito útil, bjs.

  43. Patrícia Ramos Nunes said

    Boa Noite!
    Fiquei sabendo que se entrar como aluno especial na USP vc fica livre para não fazer o exame de língua estrangeira. Isso é verdade?

  44. Adriana said

    Olá, muito obrgd pelas dicas valiosas que vc nos deu!
    Gostaria de saber o que significa ter um bom currículo para fins de mestrado, principalmente na entrevista?
    Muito obrgd e um grande abraço,
    Adriana

    • sandra said

      Oi Adriana,

      Um bom currículo para fins de mestrado deve destacar o que você fez academicamente (congressos, projetos de pesquisa, monitorias, idiomas, etc.). A experiência profissional relativa à sua área de formação também é valorizada.

      Na minha entrevista de mestrado, não me perguntaram nada sobre o meu currículo, apenas sobre o projeto.

      É isso. Boa sorte!

      Abraço,

      Sandra

  45. Sadra; Foi de muita valia suas considerações. Creio agora saber como dar o primeiro paso e que me espera.
    Grato
    Abração Cumprido

  46. Sadra; Foi de muita valia suas considerações. Creio agora saber como dar o primeiro passo e que me espera.
    Grato
    Abração Cumprido

    • sandra said

      José,

      Muito obrigada pelo seu comentário. Fico feliz em ter ajudado.

      Muito boa sorte!

      Abraço,

      Sandra

  47. Matheus said

    Olá Sandra! Muito obrigado pelas dicas.
    Estou no 3º ano de graduação em uma Universidade Particular, graças ao PROUni e gostaria de começar a me preparar desde já para tentar conseguir um resultado satisfatório quando chegar minha hora. Estou muito confiante, pois sei o que quero, a partir de agora, só preciso traçar diretrizes para conquistá-lo. Vou ter que ralar muito para conseguir, pois não tenho a mínima idéia de projeto, mas com as suas dicas, posso conseguir ser melhor do que esperava! Boa sorte com seu mestrado!

    • sandra said

      Oi Matheus,

      Parabéns pela determinação! Continue assim e conseguirá alcançar todos os seus objetivos.

      Obrigada pelo comentário e visita ao site.

      Muito boa sorte.

  48. Lucimar Martins said

    Olá ! ! Parabéns pela sua iniciativa !!!!
    Gostaria de saber: O aluno ouvinte que viasa Mestrado é ouvinte das aulas de Mestrado ou da Graduação. É comum alunos ouvintes nas faculdades? Geralmente os professores aceitam? Eles podem recusar? O que fazer para não ser recusada? Obrigada! Lucimar

    • sandra said

      Oi Lucimar,

      Obrigada pelo seu comentário.

      O aluno ouvinte graduado assiste as disciplinas de pós-graduação. Sim, geralmente os professores aceitam. Para não ser recusada, eu recomendo você ter uma boa justificativa para o interesse em cursar a disciplina: intenção de projeto, experiência profissional, etc.
      Ah, e quando for aceita, mostra que é uma boa aluna, seja assídua e disciplinada!

      Boa sorte!

      Abraço,

      Sandra

  49. Lucimar Martins said

    Sandra, obrigada pela sua atenção mas ainda não esclareceu minha dúvida. no site da usp campus de Franca existe uma publicação dizendo ALUNOS ESPECIAIS E OUVINTES – inscrição na seção técnica de graduação dia 07 a 09 de fevereiro de 2011….. e ainda diz não se enquadram na categoria de alunos especiais/ouvintes aquele que forem regularmente matriculados nos cursos de graduação oferecidos pela unidade universitária. (www.franca.unesp.br/interno-graduac aoEspecialOuvinte.php). Concluindo: é inscrição para ouvinte que tem interesse em Mestrado???

    • sandra said

      Oi Lucimar,

      Eu entendo que é a inscrição para ouvinte/especial com interesse em Mestrado, ou seja, interessados em curso de PÓS-GRADUAÇÃO, por isso não se enquadram os que ainda estão na GRADUAÇÃO. Para se inscrever, você já deve ter concluído a graduação.

      Espero que tenha ajudado.

      Abraço,

      Sandra

  50. Lucimar Martins said

    Muitíssimo obrigada!!!! Até a próxima oportunidade. Abraços. Lucimar

  51. Virgine said

    Olá Sandra!
    gostei muito das dicas!! parabéns pelo blog!!

    hm, estou terminando a minha graduação, por enquanto tenho apenas inglês básico.
    Você acha que a prova de inglês é muito dificil? devo procurar aulas particulares?

    Obrigada pela atenção! até~

  52. Lana said

    Olá, gostaria de dizer que adorei seu texto.. muito esclarecedor

    Eu também faço faculdade particular (de biologia) e estou muito desanimada… estive pesquisando sobre mestrados e parece que isso é realmente um fator muito negativo na hora da seleção..

  53. Marilene Souza Ferreira said

    Olá ,seu blog é bastante interessante parabéns. ainda sou graduanda do curso de pedagogia, estou no 4º semestre e tenho o sonho de fazer mestrado na USP na área de educação. ´so que moro na Bahia você acha que tenho chances?

    • sandra said

      Oi, Marilene, obrigada pelo comentário.

      Não acho que o fato de ser formada em faculdade particular seja negativo em si. Conheço alguns colegas de mestrado que fizeram faculdade de pouco prestígio e hoje são excelentes pesquisadores na USP.

      Você vai precisar de fato de mais experiência em uma universidade voltada à pesquisa.

      Boa sorte!
      :-)

  54. Adriana said

    Olá, Sandra,

    Espero encontrá-la bem!!!
    Mais uma vez muito obrigada pelas dicas!!!
    Gostaria de saber como são as aulas no mestrado?
    Desde já muito obrigada pela atenção e um grande abraço,

    Adriana

    • sandra said

      Oi, Adriana,

      Fico feliz que você tenha gostado das dicas.

      As aulas de pós-graduação são basicamente discussões sobre leituras que os alunos devem fazer previamente (aliás, você tem que ler muito, muito mesmo). Também é comum a prática de seminários e apresentações de projetos.

      Obrigada pela visita.

      Abraço,

      Sandra

  55. Lola said

    Olá, estou pensando em fazer meu mestrado na USP, as inscrições serão de 28 de fevereiro à 04 de março, porém no site diz que haverá uma seleção também em agosto, como está muito em cima estava pensando em deixar para me inscrever em agosto, mas pelo que você escreveu você se inscreve em março para participar o em agosto? Não intendi.

    • sandra said

      Oi, Lola,

      É isso mesmo. Você se inscreve agora em março, faz as provas e entrega projeto durante este primeiro semestre e, se for aprovada, ingressa no mestrado em agosto. Ou se inscreve em agosto para começar o mestrado em janeiro de 2012. O processo de admissão leva um semestre. Entendeu?

      Boa sorte!

      Abraço

  56. Kátia Cabral said

    Olá Sandra!

    Suas dicas são realmente valiosas, e sua disposição em responder às dúvidas da galera é fantástica! Obrigada desde já por tanta atenção.
    No meu caso, me graduei em Comunicação Social pela Cásper Líbero e depois vivi na Inglaterra por 3 anos onde acelerei meu aprendizado do idioma. Ao retornar, comecei a lecionar Inglês por acaso e acabei me encontrando nessa profissão. Faz 10 anos que atuo como professora particular, mas lecionei também em algumas escolas de idioma. Nesse meio tempo, participei de treinamentos, cursos e workshops voltados para o ensino do inglês como língua estrangeira.
    Estou no momento repensando minha carreira e projetando uma posição profissional com mais estabilidade financeira. E descobri que preciso urgentemente melhorar minha qualificação e retornar ao estudo formal. Não estou muito certa se pretendo seguir a carreira acadêmica, mas me agrada a ideia de cursar um mestrado relacionado a inglês. Será que minha graduação em Publicidade e Propaganda, numa faculdade particular, e com experiência predominantemente informal no ensino do idioma são fatores desfavoráveis para ser admitida no Mestrado em Língua Inglesa da USP? Enquanto lia o seu texto, me ocorreu que ingressa nesse meio como aluna ouvinte poderia talvez responder minhas dúvidas. O que você acha?

    Mais uma vez obrigada, e muito sucesso pra você!

    • sandra said

      Oi Kátia,

      Fico feliz e lisonjeada com suas palavras.

      Obrigada por contar sua história e parabéns por estar buscando mais qualificação. De fato, se você pretende ganhar a vida como professora, um mestrado e doutorado vão fazer a diferença ($$$).

      Quanto ao seu curso de Publicidade e Propaganda, não é uma desvantagem para ingressar no mestrado em inglês. Talvez você possa usar isso a seu favor, trabalhando com a linguagem da publicidade, que é superinteressante. Eu tenho colegas que são formadas em Direito, Administração e fizeram o mestrado em inglês, com louvor! Uma graduação em outra área só será uma desvatagem se você quiser prestar um concurso público para dar aulas em universidades, pois eles exigem formação em Letras. A experiência informal também não é uma desvantagem. No demais, tudo vai depender de você ser aprovada nas provas e ter um bom projeto.

      I guess that’s about it.

      Boa sorte e sucesso pra nós! :-)

  57. Adriana said

    Olá, Sandra,

    Espero encontrá-la bem!!! Parabéns pelas dicas e muito obrigada pela atenção de sempre!!! Pretendo me tornar uma professora universitária, no entanto, atualmente, só possuo a pós-gradução (lato sensu) com didática do ensino superior, o que me permite lecionar para o 3° grau.
    Quais são as vantagens do mestrado? melhores salários? mais facilidade na contratação pelas universidades?
    Para me tornar uma professora da USP o que é necessário fazer, além do mestrado?

    Desde já muito obrigada pela atenção e um grande abraço,

    Adriana

    • sandra said

      Oi Adriana,

      Obrigada pelo seu comentário.

      Vou responder com as palavras de uma professora minha da faculdade: se você quer seguir a carreira acadêmica, viver de dar aulas, faça um mestrado e um doutorado ontem.

      As vantagens são exatamente essas que você mencionou, melhores salários, melhores oportunidades.

      Para ser professora da USP e de outras universidades públicas, você precisa ter o doutorado e passar no concurso público.

      É isso. Boa sorte!

      Abraço

      Sandra

  58. Fabio Alves said

    Olá Sandra, tudo bem, espero que sim…
    Meu numa boa, quando comecei a ler o que tinha escrito sobre a sua bolsa de mestrado, me deixa cada vez mais feliz, eu sou estudante de universidade particular, estou no 2º ano do curso de historia, e tambem tenho meu desejo te obter uma bolsa de mestrado por uma grande universidade como a Usp.
    Sei que ainda esta um pouco cedo para pensar em mestrado, mas procuro traçar meu objetivo por onde quero passar…Desde já eu estudo sobre a historia da linha de pensamento medieval, neste momento, eu quero obter mais conhecimento sobre esta linha de raciocinio, ate mesmo gostaria de construir minha tese de mestrado neste mesmo parametro. Pois bem, vou concluir minha graduação, e o ano que vem, vou fazer minha pos graduação junto com meu ultimo ano de universidade…Sandra peço por favor uma ajuda sua ou alguns conselhos, para que eu possa ter uma obrservação melhor, sobre este grande caminho acadêmico…Mas desde ja agradeço…
    Você esta de parabéns…SEM PALAVRAS…Incrivemente Parabéns…
    ABRAÇOSS…
    Fábio

    • sandra said

      Oi Fábio,

      Muito obrigada pelas suas palavras.

      Parabéns por estar buscando informações desde já. É assim mesmo que se começa e tenho certeza que você vai chegar lá.

      Só não entendi uma coisa, por que iniciar a pós antes do fim da graduação? Na minha opinião, você deveria terminar primeiro a faculdade da melhor forma possível, tirar 10 no TCC! E aí sim iniciar a pós. Você também pode fazer uma pós latu sensu (especialização) e, em seguida, o mestrado (stritu sensu) com um projeto de pesquisa.

      Muito boa sorte!

      Abraço,

      Sandra

  59. Marcelo said

    Olá Sandra gostaria que você me tirasse uma duvida, você disse que precisou freqüentar algumas aulas como aluna especial para decidir qual seria a sua linha de pesquisa e qual seria o orientador blz, então eu já tenho uma linha de pesquisa em mente dai gostaria de saber aonde eu me informo para frequentar estas aulas e tal, obrigado.

    • sandra said

      Oi Marcelo,

      Você pode se informar sobre as disciplinas oferecidas e o processo de inscrição pelo site da faculdade ou pessoalmente na secretaria de pós da faculdade.

      Boa sorte!

      Abraço

  60. Olá, Sandra,

    Gostei da suas dicas e reforço-as com minha experiência. Fiz, como “aluno extraordinário”, a disciplina de Projeto e Análise de Algoritmos do mestrado da PUC-Rio, fazendo as listas de trabalhos e as provas. Tive que pagar pelos créditos, em torno de R$ 250,00 por mês. Foi bom para poder ter os créditos reconhecidos no futuro, mas tambem para aprender memo, foi muito bom. Depois fiz um MBA em Segurança da Informação na UFRJ (tambem pago, e como!!), mas algumas disciplinas, como Metodologia Científica, Segurança em Redes, Sistemas Operacionais, são aceitas para o mestrado em Informática. No momento estou como aluno ouvinte no NCE da UFRJ (não á pago), terei que fazer os trabalhos e ter presença. Os créditos valerão para me tornar Mestrando, após cumprir os créditos requeridos, quando passarei pela admissão e depois que passar na seleção, ficarei isento das disciplinas, ficando concentrado apenas na monografia, que é na pratica escrever em casa e ter uma reunião semanal com o orientador. No meu caso, já estou escrevendo alguns artigos, que serão inscritos em congressos e Journals e publicados (se aceitos, é claro), que conta pontos valiosos nos critérios de seleção.

    Compartilho minha experiência em seu blog, na expectativa de contribuir para que outras pessoas possam desenvolver suas próprias estratégias, tal como voce fez.

    Grande abraço,
    Jose Parrot

    • sandra said

      José,

      Muito obrigada por compartilhar sua experiência.

      Parabéns pelas conquistas.

      Abraço,

      Sandra

  61. Jana said

    Oi, Sandra

    Gostei mt das suas dicas, mas não entendi mt bem essa questão de aluno especial. Como fazer a inscrição? Vai na secretaria do mestrado e se inscreve simplesmente? Alunos de outras instituições podem fazer isso?
    Mais uma vez obrigada pelas dicas.

    Tenha um bom dia. :-)

    • sandra said

      Oi Jana, tudo bem?

      Para ser aluna especial você tem que participar do processo seletivo, com datas e provas (em alguns casos) definidas. Verifique na secretaria da faculdade o calendário das inscrições. Sim, alunos de outras instituições podem fazer isso.

      Abraço e boa sorte,

      Sandra

  62. Adriana said

    Olá, Sandra,

    Espero encontrá-la bem!!!
    Mais uma vez muito obrigada pelas dicas e parabéns pelo seu blog, pois é muito útil!!!
    Sandra, eu estava conversando com uma amiga, que me disse que para ingressar no mestrado da USP, além da aprovação no processo seletivo, é necessário que alguém nos apresente um orientador para que assim se ingresse.
    Isso é verdade?
    Eu não conheço nenhum orientador da USP em minha área, também não fiz nem a graduação nem a pós-graduação na USP, tenho alguma chance de ingressar no mestrado da USP ainda que seja aprovada no processo seletivo?
    Em minha situação o que me resta fazer?
    Muito obrigada mais uma vez!!!
    Beijos,
    Adriana

    • sandra said

      Oi Adriana,

      Fico feliz que as informações tenham sido úteis para você.

      Respondendo a sua pergunta: de fato você tem que conhecer (escolher) um orientador que aceite o seu projeto para você ingressar no mestrado. Não é necessário que ninguém te apresente alguém. Uma das formas de conhecer os orientadores e suas linhas de pesquisa, como eu disse no post, é assistindo disciplinas como aluna especial ou ouvinte.

      Sim, claro que você tem chances. Seja persistente, trabalhe bastante e continue buscando informações, como está fazendo agora.

      Boa sorte!

      Beijo

      • Adriana said

        Olá, Sandra,

        Espero encontrá-la bem!!!

        Mais uma vez muito obrigada pelo esclarecimento de minhas dúvidas!!!

        Muito obrigada pelo auxílio que você nos dá em seu blog!!!

        Me perdoe mas irei fazer mais uma pergunta…como posso me tornar uma ouvinte no curso de mestrado na USP?

        Muito obrigada por tudo e um grande beijo,
        Adriana

  63. William Paulon said

    Fiz minha inscrição semana passada! O que me assusta mais é a prova específica!Vamos ver o que acontece. Se eu não conseguir neste semestre, no próximo estarei lá novamente!

    Obrigado pelas dicas!

    William

    • sandra said

      É isso aí, William, boa sorte!

      Obrigada pelo comentário.

      Abraço

      Sandra

  64. Alana said

    Olá Sandra, gostei mto do seu blog! Nos faz sentir mais seguros para tentar ! \o/
    Estou no último ano da graduação, curso ciências contábeis em universidade particular… Mas tenho mta vontade de conseguir fazer o mestrado na USP.
    Entrei no site da USP mas é tudo mto complicado, não consegui entender mto bem.
    Como vc disse o ideal é se increver 1 semestre antes, mas consigo fazer a inscrição para o processo seletivo ainda estando na graduação?
    Vc acha que eu consigo entrar como aluna ouvinte por enquanto?

    Desde já mto obrigada
    e parabéns pelo blog.

    • sandra said

      Olá, Alana,

      Espero que o post tenha ajudado.

      Não tenho certeza se é possível fazer a inscrição ainda na graduação. Acredito que não. Já as disciplinas como ouvinte você pode sim assistir ainda na graduação. Mas eu particularmente sugiro você terminar a faculdade antes de ingressar em qualquer tipo de estudo de pós-graduação, afinal, tudo o que você aprende na graduação é base para a pós.

      Boa sorte, Alana, e parabéns pelo interesse.

      Sandra

  65. Olá Sandra, tudo bem?
    Menina você é uma preciosidade de pessoa. Destas dificílimas de encontrar. Meu sonho dourado é fazer meu mestrado na USP e é raro conseguir dicas, encaminhamentos, dados que nos ajudem entrar, assim como você faz aqui.
    Gostaria de saber se você entrou logo na primeira tentativa. Fiz a minha inscrição, enviei o meu projeto de pesquisa e dia 18/4 é a prova de inglês. Essa prova me preocupa, pois meu inglês é básico. Aqui você descreve que a prova é ferradíssima, certo? A minha área é educação. Isso quer dizer que os textos serão sobre educação? Existe algum site que contenha modelos de provas passadas para eu ter uma idéia? Você dá alguma dica para esta prova? Pode usar dicionário de inglês?
    Se eu não conseguir desta vez, pretendo ser ouvinte e seguir suas dicas.
    Você já terminou o mestrado?
    Beijo grande e sucesso.
    Obrigada por disseminar seus conhecimentos. Que Deus a abençõe.

    • sandra said

      Oi Daniela, obrigada pelas palavras.

      Se entrar o mestrado na USP é seu “sonho dourado”, você vai conseguir, se não desistir!

      Eu fui aceita na primeira tentativa, mas depois de cursar uma disciplina como aluna especial com a minha então futura orientadora, outra como ouvinte. Depois disso, fiquei um semestre lendo os livros da prova de conteúdo e preparando o projeto. Foi um processo de um ano e meio antes de entrar.

      Quanto à prova de inglês, suponho que os textos sejam sim sobre educação. O mais importante é você treinar interpretação de textos, incluindo os teóricos, pois é essa a habilidade que você vai precisar no mestrado. Não conheço um site com as provas anteriores e muito provavelmente não é possível usar o dicionário (no meu caso, não podia de jeito nenhum). Mas não deixe de tirar essas dúvidas no departamento de pós da sua faculdade. A única dica que eu posso te dar, assim, de última hora, é leia bastante, de preferência textos da sua área, e procure testar a sua compreensão mesmo sem entender todas as palavras.

      Por fim, eu ainda não terminei o mestrado. Termino no final deste ano. Pode deixar que vou escrever um post caprichado para comemorar!

      Um beijo e muito boa sorte!

      Sandra

  66. Raquel said

    Oi Sandra!
    Muito obrigada pelas dicas!
    Queria mais uma ajudinha…eu me formo esse ano. Eu posso assistir aula como aluna especial depois de formada? Ou só como ouvinte? E essa carta de solicitação do professor?

    Obrigada!

    bjs

  67. Angélica Castro said

    Oi…

    Qdo comecei a ler seu Post (li inteiro), achei q eu era parecida com vc. Logo abaixo fui percebendo que vc é diferente, rs… Pois seu inglês é bem avançado. Mas não tem problema, eu corro atrás do prejuízo.

    Vc citou nas respostas q o ideal é focar no inglês de interpretação de texto, digo, (num primeiro momento), na redação e tudo mais.

    Onde posso cursar um inglês satisfatório para que eu obtenha sucesso na primeira prova ? (meu ingles é básico).

    Por tudo que li… veja se estou no caminho/ pensamento certo:

    Termino minha graduação em Nutrição na UNG (particular).
    Ingresso o qto antes em curso de inglês.
    Participo de tudo q puder de Congressos, tiro notas boas, e tento um 10,0 no TCC.
    Feito a graduação, me inscrevo no site da Usp e escrevo a carta solicitando assistir aulas como aluna ESPECIAL na PÓS da ou das disciplinas que me identifico.
    Serei submetida a uma prova teórica de inglês, conhecimentos gerais e redação. Se eu for aprovada, aí começo assistir as aulas como aluna especial na Pós que poderá contar créditos no futuro como aluna regular.
    Aí terei a oportunidade de escolher o professor orientador ou ser escolhida para meu projeto.
    Assistindo as aulas ganharei mto aprendizado e conhecimento do caminho que pretendo trilhar.

    Agora, minhas dúvidas são:

    Quero fazer a PÓS na USP, (eu pago, não tem problema). Para depois fazer o Mestrado.

    Sendo assim, para eu fazer a PÓS na USP, qual caminho terei q percorrer?

    É a tal prova Toff (não sei como se fala ou escreve), se quiser, já me ensine, pq eu AMO aprender tudo na vida.

    Me desculpe, estou a hs lendo seu post, me perdi um pouco nos pensamentos..Mas é isso, quero primeiro fazer PÓS, mto provavelmente em Vigilância Sanitária, e sei que lá tem..

    Seu eu pagar/custear a PÓS na USP (mto provável), serei menos reconhecida em algum momento? Se é que lá existe Pós gratuita.

    Achei vc o máximo, mas a terei como um ser maravilhoso se conseguir sanar minhas dúvidas, até eu me perdi.

    Que triste saber q o site é confuso, já percebi!

    Aproveito o ensejo para lhe perguntar com toda humildade, minha interpretação de texto do seu post foi satisfatória?? risos… (já q me perdi no final).

    Tenho certeza que vc é SIM daquelas alunas brilhantes, porém, talvez reservada, mas bastante generosa, sem dúvida!

    O que é Citrat? é um curso onde se aprende a como começar um projeto? rsrs

    Vc pode me dar seu msn ou e-mail particular?

    Sou bastante interessada, só preciso de um empurrão para conhecer onde terei q pisar, entende?!

    Percebeu o qto gosto de ler e escrever?! ADORO!

    obrigada, beijos e flores.

    Hum… será q essa resposta chegará ao meu e-mail ou terei q anotar esse site?!

    Angélica Castro Leite.

  68. Adriana said

    Olá, Sandra,

    espero que vc esteja bem!!! Mais uma vez parabéns pelo seu blog que é bastante instrutivo e esclarecedor!!!

    Sandra, como podemos nos tornar alunos ouvintes no mestrado da USP?

    E por fim, como eu trabalho gostaria de saber se é necessário disponibilizar muito tempo para o mestrado na USP?

    Muito obrigada por tudo e um grande beijo,

    Adriana

  69. VALDIRENE SOARES DOS SANTOS said

    olá, gostaria de uma opinião vou fazer a prova dissertação, porém tenho muito medo da entrevista, pois falo rápido demais, ja tentei melhorar, mas não consigo.
    Po´rem pretendo entrar como aluno especial caso não consigo

    • sandra said

      Oi, Valdirene,

      Em relação à entrevista, esteja preparado para explicar seu projeto de maneira clara e sucinta. Quanto mais “praticar” , mais natural você vai conseguir expor suas ideias.

      Boa sorte!

      Obrigada pelo comentário.

      Sandra

  70. Gutierrez said

    Olá Sandra.

    Qual é o nível de inglês que a pessoa precisa ter para tentar mestrado? Básico? Intermediario? Avançado? Ou além disso?

    • sandra said

      Olá Gutierrez,

      O nível de inglês deve ser o suficiente para você ler e interpretar textos teóricos da sua área.

      Se o mestrado for em língua inglesa, como o meu, o nível deve ser o mais avançado possível.

      Abraço,

      Sandra

  71. Danusa said

    Olá Boa noite

    Gostei muito do seu relato referente ao mestrado, pois realmente parece muito distante este patamar da usp para quem saiu de universidade particular, eu sou da área de educação fisica e estou fazendo pos de treinamento funcional e gostaria de fazer mestrado na usp.
    Parabéns por conseguir entrar e espero muito que você consiga executar com êxito mais esta etapa.
    Obrigada!

    • sandra said

      Danusa, muito obrigada pelo seu comentário.

      Espero que as informações sejam úteis e muito boa sorte na sua caminhada.

      Beijo

  72. Elielton said

    Boa noite, estou aqui na faculdade cursando o último ano e pretendo entrar no mestrado, parece uma missão impossível, mas a única coisa impossível de acontecer é aquilo que não acreditamos! Eu acredito que vou conseguir…
    Seus conselhos são excelentes e de muito proveito, para que está desorientado.. kk

    • sandra said

      Elielton,

      Sei que pode parecer uma missão impossível, mas não é, acredite. Você já está fazendo a coisa certa, buscando informações sobre o processo. Seja persistente!

      Boa sorte!

  73. Ro said

    Olá, Sandra!
    Tudo bem? Parabéns pelo seu blog. De tudo o que tu informaste o que mais me deixou com medo foi sobre a entrevista. Tenho receio de não conseguir persuadir os entrevistadores. ai!
    Muito obrigada!
    Abraços
    Rosângela

    • sandra said

      Obrigada pelo comentário, Rosângela.

      Mais importante que a entrevista é o projeto. Tenha um bom projeto e a entrevista será apenas uma etapa do processo.

      Boa sorte!
      :-)

  74. David said

    Oi Sandra !
    Queria muito fazer faculdade de direito na USP.Sou adventista e por isso guardo mo sábado.As aulas de direito na USP são ao Sábados.Tem como eu estudar lá mesmo assim?

  75. Thiago Maerki said

    Seu texto tem um contradição: “não, não precisa ser gênio, nem nerd, nem louco, nem chato, nem sobrenatural, nem estudar o dia inteiro” / “Ah, dê adeus à sociedade e avise que você vai precisar se retirar”

    Entendeu?

    Arrume isso, minha querida.

  76. Gilberto said

    Olá, Sandra. Parabéns pelo trabalho tão esclarecedor que você tem realizado por meio de seu blog. Fiz questão de ler cada um dos posts e confesso que tive muitas de minhas perguntas respondidas. Sou técnologo em Comércio Exterior, formado por faculdade particular, à distância, e recentemente conclui uma especialização/MBA em Administração de Empresas e Marketing. Gosto muito de idiomas e atuo como professor de inglês e espanhol particular e em escolas de idiomas, há cerca de 13 anos, tendo inclusive desenvolvido obras didáticas para o ensino de inglês e espanhol como línguas estrangeiras. Atualmente estudo francês, alemão e italiano e tenho um enorme interesse em lecionar línguas em universidades. Vi que na USP os programas de mestrado são riquíssimos quando o assunto é idiomas, pois ha muitas opções, como o próprio curso que você faz. Gostaria de saber se, na USP, em especial, mestrado é somente para quem é bacharel ou licenciado. O fato de eu ser tecnólogo poderia atrapalhar o meu processo seletivo? Deveria eu graduar-me em letras ou fazer uma pós (lato) na área antes de partir para um mestrado? Abraço. Gilberto.

  77. Maria Elisa Galvão said

    Olá, sou professora surda de Libras e tenho graduação em Administração de RH. Defensora de causa dos surdos. Estou a procura de uma linha de pesquisa que seja focada em Educação Profissional dos Surdos na USP. Será que tenho chances de entrar no Mestrado? E como seriam estas disciplinas?
    Só poderei fazer semi-presencial por conta de morar na Baixada Santista.

  78. Thaís said

    Oi Sandra!
    Gostaria de fazer uma pergunta, mas primeiramente devo parabenizá-la pelas informações que você dispõe aqui. São valiosas! :D
    A minha dúvida é: Na USP, para fazer mestrado, eles aceitam uma pessoa que tenha feito curso de gestão?

    Obrigada!
    Grande abraço!

  79. aline talita de carvalho said

    oiii Sandra..sou professora de química no paraná e me interessei pelo mestrado no ensino de ciências..li o edital e não está falando que tenha que ter um projeto pronto…fiquei com dúvidas lendo os comentários do seu blog…não sei se tenho alguma chance de entrar nesse mestrado…
    não conheço nenhum professor…mas gostaria de tentar….parabéns pelo blog…e pela sua conquista!!!!
    Aline

  80. deforma said

    Olá Sandra,

    Antes de mais nada parabéns pela sua postagem que democratizou as dúvidas que muitos têm sobre o mestrado.Nada melhor do que quem passa por essa experiência para poder ajudar os que ainda sonham com isso.
    Eu pretendo entrar no mestrado e já sei a área de atuação que gostaria de seguir(Arquitetura) e até alguns tópicos que queria estudar,incluindo alguma biografia que me ajudará nisto,mas ainda acho que está tudo muito cru.Para ser aluno ouvinte ou especial é necessário que nível de elaboração do que virá a ser a tese?Tenho medo de chegar lá e parecer muito perdido.Obrigado!

  81. vanessa said

    ola,
    adorei sua historia,
    Bom gostaria de sanar uma curiosidade…
    Um professor meu me falou que se eu for assistir as aulas na USP como aluno ouvinte e manter um “bom relacionamento“ com o professor ele pode te colocar no mestrado como aluno regular se ter a necesidade de passar por quaisquer processo seletivo.Gostaria de saber se isso procede..
    Estou no ultimo semestre de administraçao de empresas e gostaria de cursas um mestrado direto quando sair de la, pois meu objetivo é lecionar em uma universidade, entretanto nao tenho nenhuma ideia de projeto, pra fala a verdade não sei nem por onde começa-lo, gostaria tbm, se pudesse onde posso encontrar algum para que possa me basear nele.
    Desde ja agradeço.

  82. vanessa said

    nha gostaria tbm de saber um pouco sobre o teste anpad…eu nao sei se vc o fez ou se pode me flar um pouco sobre ele pra me ajudar…se ele é dificil pois a puc exige que o aluno que pretende estudar la tenha no minimo 230 pontos neste teste…

  83. João said

    Olá Sandra,

    Vi que seu post é bem antigo rs
    Gostaria de saber se você já concluiu seu mestrado.
    Suas dicas são muito valiosas para quem está pensando em iniciar esta trajetória.
    Obrigado!

  84. Carlos said

    É possível ingressar sem ter uma linha de pesquisa definida, por exemplo, eu gosto da área de materiais e quero fazer um mestrado nessa área, mas ainda não tenho especificamente um tema?

  85. Késsia said

    Oi, Sandra.

    Queria saber sua opinião sobre a prova de inglês, se é preciso ser fluente, ou se uma pessoa que tem o básico pode dar uma estudadinha, e com a ajuda do dicionário, conseguir passar.

    Obrigada.

  86. kaique said

    Nossa sandra, muito obrigado mesmo, meu nome é kaique, estou cursando o 2° semestre de Engenharia na FEI, e pensava que seria impossivel defender uma tese de Pós graduação em uma universidade publica, ainda mais tao conceituada como a USP, fico muito agradecido e feliz por existirem pessoas nesse mundo como voce, aonde a ganancia e o orgulho nao predomina no seu coração, assim compartilhando com os desafortunados as maiores riquezas, o SABER e a INFORMAÇÃO. desde cedo estou estudando e pesquisando para decidir oque quero defender como PÓS, e com seu “TUTORIAL” fiquei muito mais impolgado.

    MUITO AGRADECIDO.

  87. Fábia Araújo said

    Prezada Sandra,

    gostaria de lhe agradecer pelas valiosas dicas ofertadas em seu blog. Sem elas, nunca teria chegado a ingressar na disciplina especial na USP, no curso de Direito. Sinceramente, devo isso a você! Antes de ler seu blog, eu não tinha a mínima noção das coisas. Agora que consegui ser aceita, estou dando meus primeiros passos e tenho fé que conseguirei fazer meu mestrado!
    Obrigada por tudo!

    Fábia.

  88. Irioneide said

    Boa-tarde,
    Gostei muito das informações postadas. Sou de Brasília e escrevi-me na seleção do mestrado da usp. s informações postadas aliviou-me, deu-me uma visão mais clara e novas esperanças. Obrigada!

    Att; Irioneide

  89. Ane Beatriz said

    Oi, tudo bom? Em meio a milhares de sites sobre mestrado na USP, encontrei o seu. Sorte a minha. Se não for nenhum abuso, poderia entrar em contato com você?
    Eu moro no Maranhão e não conheço ninguém para me dar informações. Se possível for, me envie um e-mail para anebeatriz_6@hotmail.com
    Desde já, obrigada.

  90. Lola said

    Olá Sandra,

    primeiramente, gostaria de parabenizar-lhe por dar forças a tantas pessoas com um sonho em comum: ser pesquisadores, mestres, transmitir o conhecimento adquirido a outros… achei super legal.

    Gostaria de esclarecer alguns pontos, mais específicos à situação em que me enquadro: é realmente necessário o estágio de aluno ouvinte/especial?- A situação que me impede de fazê-lo é que moro no interior, onde não há federais próximas, e embora eu esteja me preparando para o mestrado, correr o risco de mudar de cidade sem a aprovação me parece um custo perigoso, estou desempregada, a vistas de me dedicar para o mestrado.

    Tenho seguido os passos indicados, desde a leitura exaustiva das doutrinas indicadas, até a análise das propostas das linhas de pesquisas para elaboração de um projeto. No entanto, não sei se você passou pelo mesmo, quanto mais eu leio menos me parece claro o tema para o projeto, e mais me parece estar “copiando idéias” de outros doutrinadores…

    Analisando as datas, imagino que hoje você seja uma mestra =)
    Parabéns, um abraço,
    L.

    • sandra said

      Oi Lola,

      Obrigada pelo comentário.

      Respondendo a sua pergunta: não, não é necessário ser aluno especial ou ouvinte. Essa é apenas uma das vias para conseguir desenvolver um projeto, conhecer os professores, etc.

      O fato de as leituras estarem de certa forma “te confundindo” é normal. Quanto mais estudamos, mais percebemos a complexidade dos assuntos. Não se preocupe em estar reproduzindo ideias, você ainda está no se preparando para um mestrado, aprendendo a pesquisar, é assim que se começa.

      Ainda não terminei o mestrado, entrego a dissertação agora no final do ano. Nem acredito… =]

      Boa sorte!

  91. Márcia said

    Olá, tudo bom??
    Você tem idéia do que faz pelas pessoas?? Vc faz muitooo, ajudando aqueles que querem estar mas não sabem como fazer.Quero estar na USP fazendo o meu mestrado na aréa de educação, estou no último semestre e já estou pensando longe….
    Como faço para saber as disciplinas na minha aréa? Qual o site? No meu caso que estou terminando Pedagogia, como faço com o currículo, apenas as notas, são o suficiente? Como sou bolsista 100% conta algum ponto? Preciso fazer um curso de inglês ou espanhol já é suficiente. Vc poderia me passar o site para eu ir interagindo… Quando posso fazer a minha inscrição?
    beijos e muito obrigada
    Márcia

    • sandra said

      Oi, Márcia.

      Obrigada pelo comentário. Fico realmente feliz em poder ajudar e não imaginava que este post fosse atingir tantas pessoas. Mas os méritos não são do post, mas das pessoas que correm atrás do querem e buscam informações.

      Para saber sobre as disciplinas da sua área, as datas, os procedimentos e tudo mais, entre no site da faculdade de Pedagogia da USP, na seção de pós-graduação. Os trâmites variam muito de curso para curso.

      Em relação ao currículo, o importante é destacar suas realizações na área acadêmica, e nesse ponto notas são importantes, sim. Inglês é essencial, nem tanto para falar, mas para compreender textos teóricos, assistir palestras, etc.

      Boa sorte na caminhada!

      Abraço

      Sandra

  92. Antonio said

    Oi Sandra td bem? Parabéns pela sua conquista, e por compartilhar um pouco dessa sua experiencia com nós internautas. A julgar pela quantidade de pessoas que escreveram aqui, vc percebeu que ajudou muita gente ne.
    Minha duvida é bem simples e é a seguinte, para quem trabalha durante o dia e só pode cursar 1 disciplina por semestre. Quando somos aprovados para o mestrado nós escolhemos uma disciplina antes? pode ser uma única disciplina por sementre? obrigado.

    • sandra said

      Olá, Antônio.

      Obrigada pelo comentário!

      No meu caso, a disciplina como aluna regular só foi escolhida depois de aprovada. Até porque a cada semestre são oferecidas disciplinas diferentes. Sim, pode ser uma única displina por semestre, mas ela é geralmente cursada de manhã ou à tarde.

      Muito boa sorte!

      Abraço

  93. Fabiana said

    Olá, Sandra…

    Muito gentil da sua parte, poder compartilhar a sua experiência de como enfrentar os desafios/medos de um mestrado. No momento estou fazendo aprimoramento em nutrição em um hospital em SP, mais, pretendo me preparar para o mestrado. E o pontapé inicial é fazer um curso de inglês. Parabéns pela sua iniciativa!!!

    Abçs,

    F.S.K

    • sandra said

      Obrigada pelo comentário, F.S.K. Muito boa sorte, siga em frente!

      Abraço

  94. Rafael said

    Olá, Sandra. Tudo bem?
    Muito legais as suas dicas.

    Qual curso de mestrado você fez?

    Você poderia me dar exemplos de como são as questões da prova?

    Vou prestar o mestrado da ECA.

    Obrigado,

    • sandra said

      Oi, Rafael.

      Estou terminando o mestrado na FFLCH, na área de inglês e tradução.

      As questões da prova eram dissertativas, bem amplas, cada uma sobre um dos livros na bibliografia. Mas não sei se também funciona assim na ECA.

      Boa sorte!

  95. Ricardo said

    Olá Sandra,

    Saberia informar como funciona o ingresso de pós graduação (especialização) na USP?

    Obrigado.

    • sandra said

      Oi, Ricardo.

      Difícil responder sua pergunta.

      Cada faculdade na USP tem processos específicos. Sugiro você pesquisar no site, ligar ou ir até o departamento de pós-graduação da faculdade que pretende cursar.

      Boa sorte.

      Sandra

  96. Ana Carolina said

    Sandra, estou aflita,pois este ano estou participando do processo seletivo na ECA USP, passei na 1ª fase- projeto e agora a 2ª fase é a prova-ai que frio na barriga, pois não deu pra eu estudar tudo, e o que estudei parece que não lembro… mas se bombar nesta tenho o ano que vem…não é?

  97. Ana said

    Poxa Sandra, tentei o mestrado na ECA, passei na 1ª fase ( projeto) e não consegui na 2ª fase. De fato, não me preparei, não li os livros na integra. Mas espero que eu consigo novamente com o mesmo projeto no próximop ano. Será que é bom , prestar novamente com o mesmo projeto?

    • sandra said

      Ana, obrigada por compartilhar seu comentário.

      Se você passou na etapa do projeto (o que já é uma grande coisa), não vejo necessidade de mudá-lo, você pode melhorá-lo se quiser (como aprofundar a parte teórica, por exemplo).

      Prepare-se melhor para a segunda etapa e continue tentando, uma hora você entra, pode acreditar.

      Boa sorte.

      Sandra

  98. Débora said

    humm…muito boa ajuda!!!
    obrigada

  99. Anônimo said

    Muita burocracia… por isso o Brasil não vai pra frente com estudiosos… sou mais pagar uma boa faculdade, em vez de ficar brincando de voltar a graduação.

    Quem só fica lendo, não muda seu conceito, vira teórico…
    Sou prático… e tenho minhas teorias, mas não sou bitolado.

    A USP pode já ter sido uma boa faculdade, mas tenho lá minhas dúvidas hoje em dia.

    • sandra said

      Olá,

      Obrigada por compartilhar sua opinião.

      De fato, é muita burocracia. Isso afasta muitos possíveis alunos que poderiam desenvolver trabalhos brilhantes, mas, como você, preferem (e podem) pagar uma boa faculdade, o que não é problema nenhum.
      Mas tenho que discordar de você quando diz que “por isso o Brasil não vai pra frente com estudiosos”. Acho que o Brasil não vai pra frente exatamente por falta de estudiosos, principalmente dos teóricos nerds bitolados. Pergunte aos japoneses, alemães, indianos e americanos. Num país que paga uma bolsa de 2 mil reais para estudantes de doutorado, pessoas com capacidade e disposição para se dedicar a estudos verdadeiramente de nível superior precisam ter isso como vocação e missão divina, tamanha a falta de incentivo “prático” ($$). Produzir conhecimento científico é bem diferente de se especializar. É difícil, demorado, trabalho de formiguinha, mas a humanidade chegou até aqui por conta desses desenvolvimentos. Veja bem, sou absolutamente a favor de uma teoria voltada à prática. Trabalho e estudo e meu projeto de mestrado está diretamente ligado à minha experiência profissional. Mas muito cuidado para não confundir prática como um trabalho imediatista, superficial e tarefeiro.

  100. Douglas said

    Olá Sandra, nem sei se irá me responder, mas enfim. Parabéns por colaborar com as nossas dúvidas, sinto-me mais aliviado com o que li acima.
    Só queria uma dica, tenho só 20 anos e acabei de graduar-me em Letras/Espanhol, bom e agora! Sem um curriculum vitae bom e quase nenhum congresso ou encontro para apresentar como crédito, apenas com um TCC supostamente bom, enfim, você no meu caso;hipoteticamente, arriscaria aluno especial ou se afastaria por um ano para se preparar para a primeira etapa?

    • sandra said

      Oi, Douglas.

      Obrigada pelo seu comentário.

      No seu caso, eu assistiria alguma disciplina de interesse como aluno ouvinte, assim você não precisa passar por um processo seletivo (as disciplinas oferecidas são divulgadas no site ou pelo departamento de pós-graduação da FFLCH). O importante é começar a se envolver na vida acadêmica, conhecer pessoas, aprender como as coisas funcionam, ter ideias de projetos, etc. etc. Outra dica importante: procure adquirir experiência profissional, dar aulas, fazer traduções, revisão de texto, etc. Isso colabora muito para o seu amadurecimento profissional e acadêmico também.

      Há muito o que fazer. Aproveite essa fase.

      Feliz 2012 e boa sorte.

      Sandra

  101. sonia said

    olá,
    Meu nome é sonia.Antes de ler seu blog,tinha como uma meta muito distânte,quase inatíngevel fazer um mestrado na usp.suas palavras me encheu de esperanças.E já que está respondendo às dúvidas das pessoas,Gostaria(por gentileza) que me esclarecesse algo:quantas vagas são reservadas para os alunos especiais,e as redação é na língua materna,ou seja portugês?Qual a porcentagem de acertos que o candidato deve obter na prova para se classificado?
    Sandra,me desculpe se a importunei fazendo perguntas demais,mas é que as fontes para esclarecimentos nestes assuntos são escassas.Muito obrigada.Aguardo resposta.
    Muito sucesso para você,sandra.

    • sandra said

      Olá, Sônia.

      Fico feliz por você ter se enchido de esperança. É claro que é possível fazer o mestrado na USP, como eu disse no post. O caminho é looongo, mas gratificante.

      Quanto à sua dúvida, não sei dizer quantas vagas são reservadas aos alunos especiais, mas sei que são limitadas, sim. Por isso, você precisa fazer uma prova, entregar seu currículo, etc. Para saber todos os procedimentos e datas direitinho, entra em contato com o departamento de pós-graduação da faculdade que pretende cursar. A redação é em português mesmo. Também não sei dizer sobre a porcentagem de acerto, mas nessa etapa (para ser aluno especial), não é uma prova muito difícil ou longa e também não acredito que haverá muitos concorrentes. E caso você não consiga entrar como aluna especial, você pode cursar a disciplina como aluna ouvinte, que não precisa de provas.

      Bom, espero ter ajudado. Continue buscando informações, é assim mesmo!

      Boa sorte e feliz 2012.

      • Jaqueline said

        Oi Sandra, primeiro parabens pela sua conquista e por compartilhar conosco informaçoes tão importantes. terminei minha graduaçao em letras espanhol em 2010 e estou louca para participar da seleçao da usp, sou de outro estado e estou a pouco tempo em sp , ouvi dizer q pra se inscrever é preciso ter passaporte é verdade? é preciso realmente conhecer algum professor de lá p seu projeto ser aceito? posso me increver sem precisar ser aluno especial? o projeto é escrito em portugues? desculpa por tantas perguntas. bjos Deus te abençoe!

  102. Damásio said

    Sandra,
    Ótimas dicas!
    Só tenho uma dúvida. Se puder esclarecer. O idioma de proficiência para as provas deve ser necessariamente o inglês?

    Obrigado.

  103. Aimée said

    Olá Sandra! Agradeço por compartilhar dicas tão preciosas. No início de 2011 conclui a minha primeira graduação em Pedagogia pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, na qual desenvolvi iniciação científica. Engressei no mesmo ano na pós-graduação na área de Alfabetização no Instituto Vera Cruz. Atualmente trabalho meio período numa instituição particular de Educação Infantil e estou no último ano da pós. Desejo muito cursar o mestrado em educação na Usp e por isso pretendo me preparar com bastante antecedência para “enfrentar” o processo seletivo. Começo agora o espanhol no Instituto Cervantes e pretendo me matricular como aluno especial no próximo ano.

    No entanto, tenho as seguintes dúvidas:

    Como me preparar para a prova de conhecimentos específicos do mestrado quando não houver a divulgação de bibliografia básica para o desenvolvimento da mesma?

    É possível um professor do mestrado orientar previamente a produção do projeto que deve ser apresentado no processo seletivo?

    Como não pretendo seguir no mestrado a mesma linha da pós. Será que isso pode comprometer a minha aprovação na entrevista?

    É possível conciliar o meu trabalho de meio período e o curso de mestrado?

    Agradeço a atenção.

    Até mais.

  104. Carlos Alberto Rodrigues said

    Parabéns pelo seu esforço. Tudo na vida que é feito com amor, perseverança, determinação e fe em Deus dá certo. Meus desejos que vc continue assim, sempre estudando e confiante em tudo.
    Por favor, estou tentando achar em algum lugar no site da usp informações de como fazer inscrição para o Segundo Semestre para Mestrado em Educação. Sei que as inscrições devem ficar entre fevereiro e março. Voce sabe me dizer onde eu posso achar algo ?

    Obrigado, Carlos Alberto. ( crodrig_ars@ig.com.br )

  105. Kleber C. de Oliveira said

    Agradeço imensamente por ter compartilhado essas informações atreladas ao processo de seleção para o mestrado.
    Como trabalho, vou precisar ser bastante disciplinado para ler todas as obras e elaborar um bom projeto.

    Muito obrigado!

    Kleber C. de Oliveira

  106. Joyce Correa said

    Olá, obrigada pelas dicas!

    Entrarei em processo de aluna ouvinte esse ano, irei a USP após o Carnaval, já que antes não vai resolver muito…rs
    Eu quero Mestrado em Tradução mesmo e darei o sangue pra entrar, nem que eu realmente tenha que dar adeus à Sociedade por um tempo…rs

    Obrigada e continuae nos mandando notícas da sua caminhada para o suce$$o! All the best!

    Joy.

  107. Vanessa said

    Boa tarde Sandra,

    Meu nome é Vanessa e estou finalizando graduação em Pedagogia neste 1º semestre de 2012. Procurando algumas informações no Google sobre mestrado me deparei com o seu blog que traz dicas muito boas. Tenho algumas dúvidas, como não tenho Pós-graduação fica difícil ingressar no Mestrado na USP? Não tenho curso de inglês, acha que devo fazer inglês ou posso fazer um curso de espanhol para fazer a prova? As aulas podem ser assistidas a noite também ou só no período da tarde e uma última pergunta, posso me inscrever para ser aluna especial antes mesmo de ter finalizado a faculdade? Fico grata pelas dicas, pois já me ajudou bastante, mas ainda tenho dúvidas e como consegui encontrar alguém que tenha entrado na USP para fazer mestrado fiquei super animada… rsrsrs. Me desculpe pelo tanto de perguntas, mas realmente tenho muito interesse em estudar lá, obrigada mesmo, tenha um ótimo final de semana e tudo de bom pra você!

  108. Luzia Guilhermina Freitas Martins said

    Sandra , parabens por suas vitórias e por ter conseguido realizar parte dos seus sonhos até aqui. Fiquei encantada com a forma clara e objetiva com a qual voçe nos presenteou com todas essas informações injetando ânimo em nossos corações é muito bom conhecer pessoas como voçe,fiquei surpresa com suas informações sobre o mestrado que ao meu ver até esse momento me parecia uma coisa muito difícil de alcançar, hoje aos 51 anos de idade estou no 4º período de Nutrição com notas excelentes porque me dedico muito,tenho participado de seminários, escrito trabalhos cietíficos em jornadas e feiras acadêmicas e esse ano vou fazer monitoria. Hoje mesmo estava conversando com um professor que admiro muito e ele estava me falando sobre o mestrado e que tenho grandes chances de conseguir fazer principalmente pela minha trajetória dentro da universidade onde estudo, já tenho meu projeto de pesquisa desde o 1º período, mediante apresentação do TCC de um colega que estava se formando no ano que eu ingressei. Minha única preocupação é com relação ao inglês que é uma língua que eu não domino e que sinceramente não gosto, por isso tenho dificuldade para aprender, eu domino o espanhol será que posso fazer um mestrado sem ter que fazer uma prova em inglês, eu não tenho tempo e nem os recursos para fazer um curso de inglês será que até eu terminar a graduação eu consigo dominar os conhecimentos dessa língua que eu acho tão difícil? ou existe outra forma de ingressar no mestrado sem fazer uma prova em inglês. obrigada por sua atenção,seja muito feliz no seu projeto e agradecida pelas orientações maravilhosas, e depois dizem que a internet não serve para nada, é um veículo e tanto para orientar pessoas, transmitir informações e conhecimento como sabiamente voçe fez, sem mais para o momento, até breve, Luzia.

  109. Paulo said

    Boa tarde Sandra, parabéns pelo longo tempo de esclarecimento de duvidas das pessoas isso já te faz uma pessoa realmente com dons acadêmicos, minhas duvidas são muitas e importantes creio que serão úteis a muitas outras pessoas, eu não sou como a maioria aqui da área de humanas, porem meu maior dom é ensinar a outros, faço faculdade de TI – Tecnologia da Informação do qual tem como foco desenvolvimento de sistemas computacionais, eu sou professor de informática também e quero muito fazer mestrado na USP estou no 5 semestre de um curso de 8 semestres e estou para iniciar uma iniciação cientifica no instituto de computação da USP você acha que isso ajuda em algo? Eu não tenho experiência no mercado em empresas apenas em escolas de computação será que isso irá me prejudicar na analise de curriculum? E eu também não sou bom em inglês estou iniciando um curso você acha que com uns dois anos de estudo eu consigo passar na prova de inglês? Outra duvida é que é exigido 2 cartas de recomendações de mestres ou doutores, como eu posso consegui-las? Quanto a ter um projeto bem definido o que você quer dizer com este projeto, seria ela escolher uma área de pesquisa? Outra duvida é o que faz com que você seja aceito no processo seletivo isto é meio confuso porque se você vem de faculdade particular e eles usam isso como nota de corte você sendo aluno ouvinte ou especial o que mudaria? Seu histórico não continuaria sendo o mesmo, bateram o olho viram que és de faculdade particular e logo te excluem? Quando você disse que veio de faculdade particular vem a ser as particulares bem vistas caso de PUC, Mackenzie,FAAP, ESPM, ou é aquelas UNI bem descriminadas por que isso faz diferença, também existem niveis de faculdades particulares. Bom espero que você respdonda minhas duvidas estarei no aguardo. Muito obrigado pela atenção.

    • sandra said

      Oi, Paulo.

      Muito obrigada pelo comentário e por compartilhar sua experiência.

      Acredito que todas as atividades que você realizou na sua área ajudam bastante no seu curriculum, principalmente a iniciação científica, se seu interesse é seguir a carreira acadêmica.

      Você vai precisar do inglês, sim, ainda mais na área de tecnologia. Comece a estudar assim que possível. Em dois anos (bem estudados), dá para aprender bastante coisa e até passar na prova, mas eu sugiro pelo menos quatro anos para dominar bem a língua. Minha dica na verdade é começar a estudar sem pensar em quanto tempo vai demorar. Vai estudando…

      Desconheço essas cartas que você mencionou, mas talvez você possa consegui-las com seus professores da faculdade.

      Em relação ao projeto de pesquisa (uma parte crucial!), você vai precisar ter uma ideia de algo a ser estudado. Essa ideia não vem do nada, mas é uma consequência de suas leituras, experiência profissional, conversas com os professores, outros alunos, enfim.

      Ser aluno especial ou ouvinte ajuda justamente nesse ponto de definição do projeto (pelo menos, para mim, ajudou bastante). Assistindo as aulas, você conhece os professores, os projetos de pesquisa dos outros alunos, ouve dicas, etc. Vir de faculdade particular não é uma linha de corte, até porque existe uma prova de conteúdo (eu menciono no post) para garantir que você tem o conteúdo necessário para fazer o mestrado.

      Bom, bastante coisa. Espero que tenha ajudado.

      Boa sorte! Siga em frente e não desista.

      Um abraço

      Sandra

  110. Eliane said

    Olá , muito bem tecida sua explicação!
    Estou morando nos EUA e retorno ao Brasil em setembro deste ano. No momento estou estudando literatura, linguística e cultura americana em geral . Sou formada em Letras e lecionava lingua inglesa no Brasil. Quero voltar com um norte , quero continuar estudando e estou perdida, não sei se faço um curso de especialização ou tento trilhar de vez o caminho do mestrado como aluna especial . Gostaria de focar a área de tradução. Você poderia por favor me dar algumas dicas ? Obrigada

    • sandra said

      Olá, Eliane.

      Muito obrigada pelo seu comentário.

      Um curso de especialização antes do mestrado pode ser bastante útil, além de aprofundar os conhecimentos e ter ideias para um projeto de mestrado, você também já estará apta para dar aulas em faculdade (se for do seu interesse) enquanto cursa o mestrado. A PUC, o Mackenzie e algumas faculdades no interior (Jundiaí) oferecem cursos, se não me engano. Dá uma olhadinha no site deles.

      Boa sorte!

      Sandra

  111. Tadeu said

    Sandra, como vai?

    Já li o seu post dezenas de vezes e tem me servido como luz na escuridão. Muito obrigado pela ajuda que vc tem dado a tantas pessoas. Eu gostaria de te pedir mais uma ajuda – qdo vc puder me responder… Sou jornalista – formando há mais de 10 anos e com carreira na área de cultura – e pretendo fazer um mestrado em literatura. Fui aprovado como aluno especial nesse semestre, e vou me increver para o processo no próximo mês. A minha dúvida é quanto ao orientador.

    Dos orientadores que abriram vagas, há uma que, creio, se encaixa com a minha idea de projeto – mas tudo me parece um tanto vago. Entre as áreas dela estão ‘romance contemporaneo’, ‘teoría crítica’ e ‘estudos de cultura’. Eu, como leigo, creio que meu projeto — sobre um romance norte-americano contemporâneo — tem a ver com a área de pesquisa dela. Você acha deveriá a abordar e conversar sobre isso antes de me inscrever? para ter certeza de que ela é a pessoa certa, de que meu projeto se encaixa na linha de pesquisa dela, ou descobrir que devo procurar outro orientador ou modificar meu projeto. Claro, nao quero que ela monte o meu anteprojeto, nem nada, só queria uma conversa mesmo. Ou vc acha que isso pode ‘queimar meu filme’? claro, cada professor é de um jeito e reagiria de uma forma – mas o que voce pensa?

    Uma outra dúvida, tenho quase todos os textos da prova – sao 13 – mas existe um que nao encontro em lugar nenhum, nem pra comprar, nem pra baixar, ou na biblioteca da FFLCH. Existe uma ‘central de xerox’ da FFLCH ou um lugar assim onde eu possa acahr esse texto?

    MUito obrigado pela atençao e desculpa pelo abuso da boa vontade. E boa sorte com seu mestrado!

    Abraço!

  112. Alyne said

    Sandra vc sabe de algum site ou livro que ajuda bastante na prova de inglês?

    • sandra said

      Alyne,

      Desculpe, mas não saberia informar um livro ou aquele site especificamente. A prova é bem ampla.

      Procure ler bastante sobre os assuntos da sua pesquisa em inglês. O mais importante é compreensão de texto.

      Boa sorte.

      Sandra

  113. Clarissa said

    Olá, Sandra!
    Gostei muito das suas dicas! Gostaria de saber se vc tem disponível algum modelo de projeto de mestrado da USP?? É possível elaborar um projeto sem a orientação do professor?? Na prova de inglês para o mestrado em Educação pode usar qualuquer dicionário, ou tem algum específico??
    Paz e Bem

    • sandra said

      Olá, Clarissa,

      Infelizmente não tenho um modelo de projeto para fornecer, mas o site da faculdade costuma informar a estrutura esperada (introdução, fundamentação teórica, objetivos da pesquisa, metodologia). Talvez seu futuro orientador possa fornecer algum projeto de alguém já aprovado para você ter uma ideia.

      Em relação à prova de inglês, acredito que não seja possível usar dicionário (na minha, não podia), mas confirme na faculdade de Educação.

      Boa sorte!

      Sandra

  114. Keiko said

    OLá…..pretendo ingressar em mestrado de direito na USP, primeiramente, poderia me indicar um curso preparatório de lingua inglesa especialmente para o exame de proficiencia???

    • sandra said

      Olá, Keiko,

      Não saberia indicar um curso preparatório específico para essa prova de proficiência, mas você pode fazer um curso para outras provas de proficiência em inglês, como Toffle, CPE, Toeic. Boas escolas em SP que costumam oferecer essas cursos são Cel-lep (onde eu trabalhei :-)), Alumni, Berlitz, Cultura Inglesa. Faça uma pesquisa no Google para descobrir o que elas oferecem.

      Você também pode preferir ter aulas particulares, voltadas especificamente para compreensão de texto.

      Good luck!

      Sandra

  115. marcos prates said

    sandra querida, é preciso ter um lattes monstrinho? o meu nao tem quase nada kkk mas vou me envolver num grupo de pesquisa, mas nao tenho bolsa – nunca tive – e nunca publiquei artigo :)

    • sandra said

      Marco,

      Antes do mestrado, você não precisa de um lattes recheado, até porque você está exatamente querendo iniciar a carreira acadêmica.

      Boa sorte!

      Sandra

  116. Wellington Fabio said

    Oi sandra tudo bem?

    Quero parabeniza-la por compartilhar estes momentos tão importantes para você e com certeza para outros quando realiza-los.

    Sou graduado em universidade particular, fiz o curso de licenciatura em Ciências Biológicas. Quando vi seus comentários, me encheu de vontade de tentar fazer um mestrado na tão sonhada USP.
    Gostaria de saber, se falando com o possível orientador, sobre minha intenção de ingressar no mestrado e assistir como aluno ouvite, ele faz algum comentário, pede experiências e outras coisas do tipo?
    Falo isto, pois não fui a nenhum congresso, fiz poucos cursos da área que é diferente da que eu pretendo agora, e também não fiz o TCC, pois a minha faculdade optou em não fazer para o mesmo curso. Algumas pessoas me disseram que você tem que pedir para fazer estágio no laboratório, que é o meu caso, mas estou com dúvida agora se é melhor entrar como aluno ouvinte ou pedir para estagiar.

    Será que eu tenho chance? pode ser sincera!

    Aguardo sua ajuda. Obrigado desde já!

    Sucesso, muito sucesso!!!

    • sandra said

      Olá, Wellington,

      Muito obrigada pelo seu comentário.

      Como eu disse no post, para assistir aulas como ouvinte, não existe um processo seletivo, ou seja, você não precisa ter experiência acadêmica comprovada na área e tal. Mas você precisa, sim, (e deve ter) de uma justificativa para querer frequentar as aulas.

      Você pode tentar ter uma conversa com o professor antes de as aulas iniciarem para tirar essa e outras dúvidas diretamente com ele.

      E claaaro que você tem chance. Mas tem que querer fazer isso de verdade, porque o processo é looongo.

      Boa sorte!

      Sandra

  117. marya said

    Olá Sandra ou alguem que esteja lendo
    Estou interessada em me candidatar como aluna especial, gostaria de saber se a prova de proficiencia em lingua inglesa é antes ou depois de me candidatar?

    Eu também preciso fazer o projeto de pesquisa, voce pode sugerir alguem que possa me ajudar?

    • sandra said

      Olá, Marya,

      A prova de proficiência é realizada depois que você se candidata. Ela tem validade por mais de um semestre. Ou seja, se você passar na prova de inglês, mas não nas etapas seguintes, não precisa fazer de novo nas próximas candidaturas.

      Quanto ao projeto, não tenho uma pessoa para te indicar, sorry. Mas seria interessante você ler projetos de pessoas que já foram aprovadas para ter uma ideia (talvez seu futuro orientador possa te fornecer esse material).

      Boa sorte!

      Abraço

      Sandra

      • Claudio said

        Sandra, parabéns, pois li todo o blog e realmente estás realizando um serviço de utilidade pública. Realmente o site da USP é confuso quanto às orientações, por outro lado o seu blog consegue descomplicar sanando as muitas dúvidas dos pretendentes a pós na USP.

        Desejo a ti prosperidade na carreira acadêmica e pessoal, e obrigado pela valiosa contribuição .

      • sandra said

        Claudio, obrigada pelo comentário. Espero ter ajudado. Também desejo a você muito sucesso!

        Um abraço

  118. Bruno said

    Bom dia Sandra…
    São ótimos conselhos, está de parabéns..
    Tenho uma dúvida sobre o projeto de pesquisa.
    Quando que devo entregá-lo????
    Sou novo nesse mundo de mestrado. To aprendendo agora..
    Desde já agradeço.

    Abraço

    Bruno

    • sandra said

      Oi, Bruno, tudo bem?
      Todos os prazos para inscrição, entrega de projeto, provas, etc., constam no Edital de Ingresso. Procure no site da sua faculdade ou entre em contato com a secretaria de pós-graduação (os telefones também estão no site).
      Boa sorte!

  119. Mariella Mian said

    Olá Sandra tudo bem? Sei que você postou essas dicas em 2009, mas como vi que você continua respondendo aos leitores resolvi escrever também… Me formei em 2009 e estou terminando uma especialização. Quero muito fazer meu mestrado na USP, mas como não possuo nenhum artigo publicado acho que minhas chance são minímas… gostaria de saber como foi seu processo? Você já tinha muitos trabalhos publicados? Você tem alguma dica em relação a isso?
    Obrigada

    Abraços

    Mariella

    • sandra said

      Oi, Mariella, tudo bem?
      Artigo publicado antes do mestrado? De jeito nenhum! Nem saberia onde publicar. Aprendi tudo quando passei a assistir disciplinas como aluna ouvinte, conversando com as pessoas. Fui escrever meu primeiro artigo para valer com o mestrado já concluído. Claro que se você tiver, ganha muitos pontos.
      Boa sorte!

  120. Elizabeth said

    Olá… Belas dias! Eu pretendo me increver para o Mestrado em Educação, mas não estou conseguindo encontrar a bibliografia que preciso ler para a prova específica… Fica em algum lugar “especial” no site?

    Obrigada

    • sandra said

      Oi, Elizabeth,
      Não conheço o site de Educação, mas procure ler o Edital de Ingresso para o mestrado. Se não encontrar, dá uma ligada na secretaria de pós-graduação (cada faculdade da USP funciona de um jeito, só para ajudar…)
      boa sorte!

  121. Claudio said

    Sandra,

    Fico muito feliz pela conquista e pelo aprendizado! Sempre temos algo a aprender e a ensinar a pessoas. Fiquei entusiasmado, pois já faz algum tempo quero ingressar ao mestrado em engenharia elétrica na área de transmissão de dados e telecomunicações, mas devido a tempo e ao trabalho, não corri atrás. Acredito que seja a hora de retomar os planejamentos para voltar a estudar. Fico contente que tenha pessoas como você quee possam compartilhar esse “caminho das pedras”.
    Muito Obrigado pelas dicas e boa sorte para todos nós!

    Grande Abraço!

    Claudio.

    • sandra said

      Obrigada, Claudio!
      Boa sorte para todos nós!
      Abraço

  122. Si said

    Sandra,

    Parabéns pela generosidade, demonstrando a possibilidade de um sonho.

    Estou concluindo o curso de Pedagogia em faculdade particular. Realizei no semestre passado o TCC, cuja nota foi 10. Sabendo ser necessário “rechear” o currículo, apresentei trabalho acadêmico (comunicação oral) em duas universidades públicas – logo apresentarei em outra. Estou gastando com viagens e tudo mais para frequentar estes eventos. Me matriculei em curso de inglês – estou no básico 2. Tudo isto para concretizar o sonho do mestrado.

    Gostaria de saber se vc concluiu o mestrado, sobre o nível de inglês para a realização da prova de proficiência e sobre a questão do “recheamento” do currículo.

    Torça por mim, querida!

    Grande Abraço.

    • sandra said

      Oi, Si,

      Já estou torcendo por você! Você demonstra bastante determinação.

      Frequentar congressos e apresentar trabalhos ajuda bastante o seu currículo e também te ajuda a conhecer pessoas, trabalhos, etc. Seu nível de inglês ainda é básico para realizar a prova, procure ler bastante, seu conhecimento “passivo” crescerá rapidamente. O que será cobrado de você é a capacidade de compreender textos acadêmicos em inglês (e não necessariamente falar inglês).
      Good luck!

  123. RONAN said

    Boa noite. Estive olhando no site da PUC/Minas, um mestrado em Adm está custando mensalmente 1,825,00/mês, sendo um período de 24 meses, quase 45.000,00. É muito caro, e o problema é conciliar o trabalho e o período de estudos… muito difícil para quem não pode abrir mão do trabalho.

    Um abç.

    Ronan – Poços de Caldas MG (friiiiiiiiioooooooo d+)

    • sandra said

      Oi, Ronan,
      Caramba, que caro! Nessas horas, penso que o esforço de entrar na USP, apesar de bem maior, vale a pena.
      Um abraço

  124. raneves said

    estou pensando se faço ou não.
    to levando em consideração o mercado. vale tanto a pena? sou da área de TI.

    • sandra said

      Oi, Neves,
      Cada área é muito específica e tudo depende dos seus objetivos profissionais. Um mestrado está mais voltado à pesquisa. Tente encontrar alguém que já fez para conversar.
      Boa sorte!

  125. roberta sales said

    olá sandra! parabéns pela sua vitória! li seus conselhos pois também tenho interesse em fazer mestrado. eu formei em arquitetura no fim do ano passado e já tenho em mente um projeto de pesquisa e também já fiz uma entrevista com uma professora lá da usp que, muito provavelmente, será minha orientadora. minha pergunta é: voçê acha que fazendo um curso de inglês agora eu consigo me preparar para enfrentar a prova já no início do ano que vem?

    • sandra said

      Oi, Roberta,
      Que bom que já tem em mente um projeto e uma professora. Já é um bom caminho andado. Quanto ao inglês, se você tem conhecimentos básicos, um semestre é pouco tempo, mas se já estudou antes, é um bom período para se dedicar muitos, todos os dias, para enfrentar a prova. O pior que pode acontecer é não passar e ter que tentar de novo no semestre seguinte.
      Boa sorte!

  126. Marina G. Brito said

    Olá Sandra,

    Pretendo me inscrever para o processo de seleção para aluna especial do curso de Estudos Linguísticos em Inglês desse semestre e estou com dúvidas sobre como elaborar meu currículo, pois sou formada em Adm. de Empresas e minhas poucas realizações acadêmicas são nesta área, prêmios, TCC, monitorias, etc. Atuo como professora de inglês há 2 anos e sempre gostei muito do idioma, por isso meu interesse em fazer o curso. Você teria alguma dica quanto ao processo de seleção e à elaboração do curriculo?

    Obrigada,
    Marina

    • sandra said

      Oi, Marina,

      Quanto ao seu currículo, eu tentaria dar mais ênfase à sua experiência profissional como professora de inglês, mencione os estágios, os cursos, as escolas onde leciona, etc. Para ser aluna especial, alguns professores pedem uma carta explicando seus motivos para querer cursar a disciplina, diga que nasceu para dar aulas de inglês, que não vive sem estudar o idioma, etc. etc. rsrs
      Boa sorte!
      ps: Estudos Linguísticos em Inglês é a minha área. :-)

  127. Priscila Dal Molin said

    Olá Sandra,

    Primeiro gostaria de parabenizá-la pela iniciativa de falar sobre o seu percurso. Eu faço psicologia na PUC-Campinas e queria saber mais sobre o processo de ingressar na USP para o mestrado. Como sou de Campinas não sei se ficaria muito viável ir até Sampa para ver as aulas como aluno especial ou ouvinte..Existe algum tipo de presença algo assim? Outra coisa, estou no último ano da graduação e já queria emendar o mestrado…Porém, andei pesquisando e vi que o processo não é tão simples como eu imaginava, é preciso tempo e calma para escolher, vc acha que é possível ingressar no curso já no ano que vem ou fica muito em cima? Existe outro fator complicador…Namoro e meu namorado também é de Campinas, será que existe a possibilidade de fazer as aulas da pós meio que a distância? O pai de uma amiga que é professor da USP na área de biologia orienta muita gente que está fora do país, mas não sei como funciona com disciplinas, como ficam os créditos..Será que vc saberia me informar?
    Desculpe a quantidade de perguntas mas estou bem perdida nesta logística.

    • sandra said

      Oi, Priscilla, obrigada pelo seu comentário.

      Realmente, a logística está um pouco confusa, mas vamos por partes.

      O processo não é simples mesmo. Para emendar o mestrado na graduação, você precisaria de pelo menos um semestre de intervalo. Não sei como funciona a área de Psicologia, mas você precisa conhecer o professor que gostaria que fosse seu orientador, precisa conhecer a linha de pesquisa dele e principalmente saber se ele terá vagas para novos orientandos (por isso cursar uma disciplina como aluna especial ou ouvinte pode ajudar, você tem tempo de descobrir tudo isso).
      Também já ouvi falar de professores que orientam alunos à distância, mas as disciplinas precisam ser cursadas presencialmente (uma vez por semana).
      Boa sorte!!

  128. Bruno said

    Olá Sandra

    Por favor, poderia me informar os sites que encontro essas informações do mestrado.

    Se não for incomodo, você faz mestrado em qual área??

    Agradeço!
    Boa Sorte!!

  129. Tarcísio said

    Olá, Sandra. e aí, acabou o Mestrado? como foi/está sendo?
    estou no primeiro ano de Direito na UNESP.. Posso parecer louco, chame-me como quiser, mas eu vivo pensando no meu futuro.. hahaha minha cabeça é repleta de sonhos, e não rara as vezes que me pego projetando minhas expectativas futuras, tais como mestrado, doutorado, concursos, etc. Não apenas projetando, é claro, mas também fazendo por onde para o tão sonhado futuro se tornar realidade.
    Para mim, qual o seu primordial conselho? Tenho inglês avançado.. Mas nunca fui ao exterior, e, talvez por isso, não tenho muita confiança na minha proficiência. Você acha que vale a pena aprofundar ainda mais ao estudo da língua inglesa para conseguir tal fim? Você está fazendo especialização em qual área? Tenho grandes interesses pela área Tributária, Trabalhista e Previdenciária.. o que você acha destas áreas? Para mim, que moro no interior de São Paulo e não tenho a possibilidade de assistir às aulas como “mero ouvinte”, você teria algum outro conselho? muito obrigado pela atenção e parabéns pela conquista. Sou seu fã e admirador desde já!

    • sandra said

      Tarcísio, obrigada pelo comentário. E parabéns por estar, desde cedo, fazendo grandes planos e correndo atrás dos seus sonhos, assim você vai longe…

      Quanto ao inglês, você não precisa necessariamente ir ao exterior para aprofundar seus conhecimentos, mas precisa sim continuar lendo muito, adquirindo vocabulário, melhorando sua interpretação de texto.

      Meu mestrado foi na área de Letras, em Estudos Linguísticos e Literários em Inglês. (Só por curiosidade, cheguei a estudar um ano e meio de Direito antes de mudar para o curso de Letras.)

      Você está estudando na UNESP, uma universidade conceituada com tradição em pesquisa. Converse com seus professores, eles certamente poderão ajudar com dicas mais específicas para a sua área.

      Boa sorte!

  130. Max Milliano de Souza Machado said

    É bom vê alguém determinado fazer algo que gosta numa grande universidade como a USP. Se eu morasse em são paulo, arriscaria fazer a prova, mas como moro em Goiás e com a aposentadoria de vigilante noturno do meu pai seria impossível. A minha sorte é estou fazendo engenharia em um instituto federal. Meu grande sonho era conseguir um titulo lá fora em uma grande universidade e passar o resto dos meus dias fazendo o que eu gosto: Pesquisar e inventar.
    Quem sabe num futuro próximo eu possa trabalhar para comprar alguns livros para estudar e uma passagem para SP para tentar a sorte.
    A vida tá ai para isso, para nos desafiar.

    • sandra said

      Oi, Max,
      Também é muito bom ver uma pessoa que tem sonhos e vontade de crescer. Siga em frente, sempre! Não pare. A vida está aí pra isso.
      Boa sorte e felicidades!

      • Max Milliano de said

        :)

      • sandra said

        ;-)

  131. pablo said

    Oi! Muito bom este seu passo a passo! Agora eu já tenho o idéia do ritmo que eu terei que impor para conseguir entrar! Muito obrigado pela ajuda.

    • sandra said

      De nada, Pablo. Boa sorte!

  132. Weverton said

    Olá a todos,
    tenho muita vontade de fazer o meu mestrado na USP SERIA UM SONHO PRA MIM conseguir me especializar em uma universidade como a USP, estou fazendo graduação em Química e meu sonho é fazer meu mestrado em Química dos produtos naturais ou química inorgânica área pelo qual sou apaixonado…toda a noite fico pensando se vou conseguir chegar lá sair de alagoas e mudar minha história porque afinal o “conhecer” me facina e me enche os olhos no momento que penso em fazer meu mestrado na USPmas infelizmente muitos ainda me olham de lado quando falo em “tentar” fazer mestrado em são paulo devido a duvidarem que eu possa conseguir e isso me desanima e aqui deixo por fim o meu apelo ou o meu pedido não a vcs porque diante de tantas histórias lindas só tenho a agradecer mas sim a Deus pois ” Eu tenho planos, mas se os meus não estiverem nos teus, que estes prevaleçam Deus” só peço que me ajude quando chegar o momento da tentativa e não deixe que nada me desanime e que me faça a cada dia estudar e me esforçar o máximo não para ser melhor que ninguem,mas sim poder me dar a graça de continuar meus estudos vivendo na tua presença pai! obrigado a todos

    • sandra said

      Oi, Weverton, obrigada pelo comentário, por compartilhar sua história.
      Poucas pessoas demonstram tanta paixão, determinação e sede de saber. Se você tiver perseverança, nada vai te segurar. Nem preciso te desejar boa sorte… :-)

  133. Matheus said

    Olá,
    Tenho uma duvida, para ser aluno especial, precisa pagar alguma taxa ou mensalidade?
    Quais os gastos efetivos que terei sendo aluno especial?

    • sandra said

      Oi, Matheus,
      O único gasto é com a inscrição (cerca de 15 reais), não há mensalidades, thank God!

  134. Elen said

    Obrigada!

  135. mariana said

    Olá, minha dúvida é a seguinte, assistir a aula como aluno especial, onde coloco isso no meu curriculo lattes??

    • sandra said

      Oi, Mariana,
      Coloque na seção “cursos extras” ou algo do gênero.

  136. Thaís Rodrigues said

    Muito obrigada pelas dicas e por compartilhar a sua história conosco.
    A próposito, você é de qual área?

    • sandra said

      Oi, Thaís. Obrigada pelo comentário.
      Meu mestrado é no departamento de Letras Modernas da FFLCH (programa de Estudos Linguísticos e Literários em Inglês).
      Boa sorte!

  137. Thaís Rodrigues said

    ***propósito
    desculpem o erro! rs

  138. Gustavo costa said

    É como vc disse temos que ralar bastante até chegar lá!

    • sandra said

      É isso aí, Gustavo. Mas quando você gosta do que está fazendo, o processo não é tão doloroso quanto parece.

  139. Jozi Lemes said

    Olá, não sei se você ainda usa esse blog pela questa do ano neh hehehe… Me formei em Dezembro do ano passado vai fazer uma no. Quero mto fazer mestrado mas não tenho ideia como começar… li o que vc escreveu mas ainda tenho duvidas… Sobre como fazer p assistir essa aulas como aluno especial e outras coisas se vc poder entra em contato cmg vou te passar meu email e faceboock… Jozielinha@hotmail.com e jozi lemes… Ficaria muito grata se me ajudasse

    • sandra said

      Jozi, espero que aos poucos você vá se encontrando e desvendando todo o processo. Em caso de dúvidas, não deixe de entrar diretamente em contato com a universidade, eles podem te auxiliar com informações sobre as disciplinas, professores, datas, burocracias, etc. etc.
      Boa sorte!

  140. How are you Sandra? Thank you for sharing you experience. So good to read from someone we don’t konow but feel to be on the same wave-length. I am abut to finish my pos-graduation on a privite University to teach university students. I did Historia (bacharelado) and Educação (licenciatura) at USP and I am now planning to go for mestrado. I wasn’t even considering USP, but after loging on their site and reading your comments, I am rethinking it… Why not? I did it once, could do it again.
    After living 23, yes, 23 years in London I can tell one or two things about your sugestion to say good by society.
    Hope to see you around one of this days.
    By the way, as hobby I write books: GUERRILHA is my last, ANARCHIST is the one before, it was published in London, written in English and…
    Pra desopilar uso a identidade secreta do modarock guitar player
    Dari Luzio
    que ninguém é de ferro.
    regards – val piccinato youtube.com;valval1980

    • sandra said

      Hello, Val, thanks for stopping by and dropping a note.
      Sure, why not? Go ahead and give it a try.
      Congrats on your books, the titles will be advertised here!
      Good luck on your journey.
      Regards, beijos

  141. Josinete said

    Estava realmente precisando destas dicas. Obrigada.
    Um abraço.

  142. Jessica said

    Olá Sandra, gostaria de conversar com você por telefone, é possível? Se puder me ajudar, agradeço muito! Obrigada! Jéssica!

  143. Maria da Gloria Silva said

    Espetacular suas dicas! Como uma das colegas, já estou com idade acima do tempo (48) e não parei de estudar. Trabalho na USP há 29 anos e gente, não é a melhor da América Latina a toa. Tanto é que tem alunos como você. Parabéns! Sucesso sempre!!

    • sandra said

      Obrigada, Maria da Gloria. Fico muito feliz com as suas palavras. Sucesso pra você também!

  144. Hareli said

    Oi Sandra.
    Que alívio ter alguém para contar o “caminho das pedras”!
    Tenho interesse em fazer mestrado na USP.
    Mas moro em outro estado e não sei se conseguiria cursar algumas disciplinas como aluna especial.
    Você acha que há chances de ser aprovada mesmo não tendo sido aluna especial?
    Que dicas você daria para quem não pode ser aluna especial mas tem vontade ser aprovada no mestrado?

    • sandra said

      Oi, Hareli,
      Cursar displinas como aluna especial não é uma obrigatoriedade, só ajuda a iniciar o processo com mais segurança, desenvolver melhor o projeto de mestrado, etc. Mas você pode perfeitamente ser aprovada direto. Sugiro você desenvolver um bom projeto e estudar com atenção a bibliografia para a prova de conteúdo. Também vale uma conversa com o seu futuro professor orientador.
      Boa sorte!

  145. Elaine C. B. Maximo said

    Muito bom!
    Irei recomendar seu blog.

  146. Talvez não seja tão difícil assim Sandra, não precisamos super valorizar nossos esforços. Na real, passei em 4º em um bicho papão desses e chegando lá, ficavam todos em uma empolgante discussão sobre o que estava acontecendo no Face… preferi sair e procurar conhecimento por conta própria. Aprendi que na área de pesquisa e aprendizado (depois de um certo nível) uma sala pode ser muito danoso, principalmente quando se tem que ensinar a todos a sua volta e no fim não se está
    adquirindo nada que possa somar ao seu projecto particular.

    • sandra said

      Olha, até hoje juro que não ouvi de ninguém que seja fácil, e sempre aprendi muito com os meus colegas, mas talvez você seja um gênio nato, Milton Pereira. Sorte a sua!

  147. Puxa, muito obrigado, Sandra. Depois de carregar dúvidas por décadas, quebrar a cabeça no site da USP, cheguei até aqui onde todas as minhas dúvidas foram claramente sanadas;
    Obrigado!
    Alexandre Pedro

    • sandra said

      Nossa, Alexandre, fico feliz! :-) Boa sorte!

  148. Marcelo said

    olá Sandra acabo de me formar, gostaria de saber se tem uma idade certa para ingressar no mestrado, tenho uma especialização, isso conta porque tenho poucos artigos publicados?

    • sandra said

      Oi, Marcelo,
      Não existe uma idade certa para ingressar no mestrado. Eu tenho colegas de 23 a 50 anos.
      A especialização conta pontos no seu currículo, assim como (poucos) artigos publicados. Lembre-se, você só está começando, não precisa ter uma extensa produção acadêmica.

      Abraço e good luck!

  149. fernando Silva said

    Muito bom, foi esclarecedor ao máximo!
    Quanto ao inglês, qual a base que devo ter para prestar a prova…
    Qual o nivel minimo para ir bem na prova?
    Agradeço.

    • sandra said

      Oi, Fernando,
      Obrigada pelo comentário.
      A prova de inglês é de nível avançado, com ênfase na interpretação de texto (não existe uma prova oral, por exemplo). Leia muito para se preparar – artigos de revista, artigos acadêmicos, notícias de jornal.
      Boa sorte!

  150. Aparecida said

    Olá, Sandra,
    Para quem está cheia de dúvidas, como eu, seu blog além de mostrar que sim, é possível fazer um mestrado na USP, aborda nossas dúvidas de forma muito esclarecedora.
    Obrigada pelas contribuições.
    Abraços,
    Aparecida

    • sandra said

      Fico feliz, Aparecida. A ideia é realmente ajudar quem está buscando informações.
      Um abraço

  151. Cheila Coimbra said

    Adorei, muito obrigada pelas dicas !!

    • sandra said

      Que bom, Cheila, fico feliz. Obrigada pelo comentário.

  152. Alessandra Braga said

    Olá, tudo bem?
    Gostaria de saber o que cai na prova de inglês? É interpretação de texto múltipla escolha? São questões de gramática? Obrigada

    • sandra said

      Oi, Alessandra,

      A prova de inglês, no meu caso, foi mais complexa do que a dos demais cursos porque o meu mestrado é justamente na área de inglês. A prova era basicamente de interpretação de texto (múltipla escolha) e, no final, havia uma redação.

      Boa sorte!

  153. Adhá said

    Olá,

    Bem nem sei se você ainda está conectada no blog ou se tem tempo para responder, mas gostaria de saber como foi o seu processo de produção do projeto. Você fez ele sozinho, e a ideia partiu de você?
    Quero muito fazer mestrado.

    Grata.

    • sandra said

      Adhá,

      Obrigada pelo comentário.

      Infelizmente, não tenho sido muito assídua neste blog, mas de tempos em tempos entro aqui para responder os comentários.

      O projeto é a parte mais difícil, pois você precisa ter uma ideia clara dos seus objetivos, sobre o quê e como deseja investigar. No meu caso, eu mesma tive a ideia e redigi o projeto, mas tive muitas influências de trabalhos semelhantes antes disso. Sugiro você ler projetos e até mesmo dissertações de mestrado sobre um tema próximo do seu interesse para ver o jeitão da coisa.

      Boa sorte! Se você quer muito fazer, siga em frente!

  154. Vanessa said

    Olá, gostaria Sandra gostaria de saber sobre a seleção da usp para o doutorado, sei que o edital está aberto, mais li no post acima que tem prova de conhecimentos e que indicam livros, mais o edital não cita nada disso a respeito. A forma de seleção mudou? agora é somente proficiência e entrevista? E como é a entrevista, apavorante?

    • sandra said

      Oi, Vanessa,

      O Edital indica os livros (ou o link da bibliografia) para a prova de conteúdo, pelo menos é assim nos cursos da FFLCH. Na dúvida, entre em contato com o departamento de pós-graduação da sua área.

      A entrevista, no meu caso, foi simples (ou eu estava preparada para o pior!). Perguntaram basicamente sobre o projeto, como eu pretendia desenvolvê-lo, etc.

      Boa sorte! :-)

  155. Camila Medina said

    Sandra, seu post é antigo, mas continua sendo extremamente útil para todos! Gostaria de saber quanto tempo depois de graduada você ingressou no mestrado.

    Obrigada!

    Abs

    Camila

    • sandra said

      Oi, Camila, obrigada pelo seu comentário.

      Eu comecei o mestrado efetivamente dois anos depois de formada, mas um ano e meio antes de começar o mestrado, assisti uma disciplina como aluna especial, depois outra como ouvinte, etc.

      Boa sorte!

  156. Sandra, não consigo encontrar a lista de livros para a prova de conhecimentos específicos. Você tem o link? Obrigada

    • sandra said

      Oi, Sandra.
      Você não informou para qual programa está se candidatando. Procure pelo Edital de Ingresso. O da FFLCH, para o segundo semestre de 2013, está aqui:http://dlm.fflch.usp.br/editais/2013_2.
      Boa sorte!

  157. marco said

    Oi, Sandra. Postei aqui em 08/04/2012. E agora venho de novo. Passei no mestrado em Sociologia e já estou cursando mas estou me sentindo meio perdido no mestrado ainda. Não sei bem o que irei pesquisar embora tenha uma ideia, acerca do tema. Estou no 1o semestre. Isso é normal? kkkk :D Obrigado pelas dicas.

    • sandra said

      Oi, Marco. Parabéns! Fiquei feliz com o seu depoimento. É normal ficar perdido, sim. Aos poucos, tudo vai se ajeitando, seu projeto vai tomando forma. Boa sorte na jornada.
      Abraço

  158. saulo said

    São muito valiosos seus dez mandamentos.

    Vou seguir a risca e depois te envio a resposta.
    Muitíssimo obrigado .

    • sandra said

      Vai firme, Saulo. Não é fácil, mas vale a pena.
      Abraço

  159. Estefani said

    Olá Sandra! Descobri suas dicas recentemente e há 3 dias consecutivos ando lendo suas dicas e demais perguntas enviadas pra você. Sou aluna do ultimo semestre de Serviço Social em universidade particular e neste ultimo ano andei pensando bastante sobre um possível mestrado. Com o desenvolvimento da minha monografia, descobri que sou fascinada por pesquisas científicas. Sou bolsista pelo prouni, meu tcc está sendo muito elogiados por profressores doutores da minha faculdade. Entretanto nunca participei de iniciaçao científica na faculdade, a única pesquisa que desenvolvo é meu tcc… Participei de alguns congressos, conferências e palestras, sou nova e tenho poucas experiências profissionais. Durante minha graduaçao sempre tive notas boas e reconhecimento por parte da equipe docente. Minha dúvida é: Cartas de recomendaçoes de professores de graduaçao, bem como de campo de estàgios, trabalhos na faculdade me ajudaria em relaçao a parte da entrevista do processo seletivo para o mestrado? Obg e sucesso!

    • sandra said

      Oi, Estefani,
      Tudo isso que você mencionou pode ajudar no seu currículo. Indique todos os congresso que participou, nota do TCC, enfim, tudo o que você fez academicamente com sucesso.
      Boa sorte!

  160. Boa noite,Sandra!
    Amei seu blog,estava perdida sem saber o que fazer em relação ao mestrado,sou professora formada em letras,e somente agora resolvi fazer mestrado.
    Adorei a dica de entrar como aluno ouvinte p/a poder conhecer melhor os professores e ver o caminho certo a seguir,estava sem noção nenhuma e achando quase impossível conseguir passar num mestrado.
    Esse é o caminho certo p/a se ingressar numa universidade pública e conceituada.Depois que eu conhecer melhor os professores e achar um professor que se interesse pelo meu projeto e seja o meu orientador vou me escrever como aluna especial e participar do processo seletivo.
    Que ai sim,vou me sentir preparada,depois que tiver passado por essas faces que mencionei logo acima.
    Muito obrigada mesmo,vc foi um anjo que caiu do céu p/a me ajudar.
    Valeu mesmo!!!!

    • sandra said

      Eliane,
      Fico feliz em ter ajudado. Boa sorte! E quem sabe nos encontramos pelos corredores da FFLCH… :-)
      abs

  161. Sou mestrando na Universidade de Brasília (UnB). Escrevi um tópico sobre o processo seletivo do mestrado: http://andersonhander.wordpress.com/2013/07/17/393/

  162. Helena V. said

    Olá, Sandra. Tudo bem?

    Muito motivador seu depoimento, por isso compartilho minha experiência.

    Encontrei seu blog quando estava pesquisando sobre o mestrado na USP. Não preciso nem dizer como eu achei um verdeiro “bicho de sete de cabeças” risos.

    Fazer um mestrado foi um incentivo do meu marido, quando disse que queria fazer outra pós-graduação no Mackenzie – terminei uma no final do ano passado. Daí ele me questionou: – por que você não faz um mestrado? – Bem, não preciso nem dizer pensei ser impossível, e que eu não tinha “capacidade” para tal – incrível como temos tendência a nos depreciar. Ele que fez UFSCar, me deu o caminho das pedras e dicas valiosas.

    Fucei o site da USP, e encontrei todas as informações, e que iriam abrir nos próximos dias inscrições para Alunos Especiais. Anotei na agenda direitinho a data das inscrições. Assim que foram abertas, me inscrevi e enviei toda a documentação. Dias depois, a surpresa: fui aceita como auno especial na FEA/USP. Fiquei muito feliz, você não tem ideia!

    Ontem, foi a primeira aula, e confesso que me senti um peixe fora
    d´água, mas fiquei tranquila, porque vi que era normal,após ler vários relatos aqui. Hehehe!

    Cursarei apenas uma disciplina neste semestre, e notei o quão grande será o desafio. Muita leitura, debates e discussões são objetos principais de estudo.

    E assim, começou uma nova e desafiadora etapa em minha vida.

    Grande abraço,

    Helena

    • sandra said

      Helena,
      Fico muito feliz em ler seu depoimento. Parabéns e boa sorte na jornada!
      Grande abraço

  163. Laís said

    Olá Sandra!! Estou interessada em fazer mestrado em imunologia na Usp de Ribeirão. Pra eu me ingressar como aluna especial só indo no departamento mesmo?

    • sandra said

      Oi, Laís,
      Em geral, você pode fazer a inscrição pelo correio, mas a disciplina é presencial.
      Boa sorte!

  164. Francivane Pinho de Souza said

    sou, recém-formada, e pretendo ingressar no mestrado, mais são tantas duvidas, lendo o seu depoimento, fiquei um pouco mais esclarecida, mas, tenho uma pergunta a fazer, é obrigatório fazer proficiência para entrar no mestrado, sou formada em Pedagogia.

    • sandra said

      No meu caso, foi obrigatório, sim. Mas procure informações específicas na faculdade de Pedagogia. Cada faculdade na USP é um país diferente, com regras e prazos próprios.
      Boa sorte!

  165. Sandra,
    É imprescindível assistir às aulas 1 semestre antes? O projeto bem escrito e relevante pode convencer sozinho? (considerando a aprovação nos exames de seleção).
    Desde já obrigada!

    • sandra said

      Liz, não é imprescindível assistir a alguma disciplina antes. Se você já tiver um projeto definido, pode tentar o processo seletivo direto.
      Boa sorte!

  166. Betania Lima Freitas said

    Olá Sandra! Boa noite!
    De todo seu relato o que mais me chamou atenção foi a questão do inglês (ferradíssimo). Sou muito dedicada e gosto muito de estudar. Estudo muito e inclusive estou fazendo pós-graduação na USP no curso: http://evc.prceu.usp.br. Gostaria de saber, se possível, dicas a respeito do inglês, que no meu caso ser o maior obstáculo para conquistar mais esse sonho. Rotinas de estudo…atividades…por onde começar…indica alguma escola de inglês? obrigada! Betânia

    • sandra said

      Oi, Betânia,
      Não existe um curso ou escola específica para a preparação para essa prova. O principal é ter uma boa interpretação de texto. Então, leia bastante (textos académicos na sua área, revistas). O importante é entender o que leu em ingês. É disso que você vai precisar quando entrar no mestrado.
      Boa sorte!

  167. Aline said

    Olá, quanto tempo você permaneceu como aluna especial antes de fazer o processo para aluna regular?

    • sandra said

      Oi, Aline,
      Fiz uma disciplina como aluna especial antes de tentar. Mas conheço pessoas que fizeram três. Boa sorte!

  168. Paulo Alves said

    Sandra, gostei muito da sua explicação…me formei em Geografia em 2009 pela universidade de Taubaté e trabalho há 10 anos na área, hoje como geógrafo, em projetos ligados ao desmatamento da Amazônia. Sempre me perguntam: e aí, parou de estudar, cansou? Na verdade, após me formar, minha filha nasceu e fui deixando os estudos de lado. Hoje por curiosidade resolvi procurar como entrar para um programa de mestrado e me deparei com sua excelente explicação. Agora tenho que amadurecer essa ideia de sentar novamente numa cadeira em sala de aula..rs…abs

    • sandra said

      Boa sorte, Paulo! Obrigada pelo comentário. Abs

  169. Olá, Sandra!
    Tdb?

    Gostaria de dizer que A-MEI(!) este seu artigo sobre como fazer um mestrado na USP!!!

    Deixe-me explicar como eu cheguei até aqui: atualmente, sou aluna de graduação em Letras pela UFPE (Recife / PE) e estou à procura de uma universidade que tenha mestrado em tradução, especificamente em Língua Inglesa. Pesquisa vai e pesquisa vem na web, eis que me deparo com este artigo e então toda a tristeza foi-se embora e eu ganhei ânimo outra vez para continuar meus estudos.

    Queria agradecer imensamente a esta sua iniciativa em escrever sobre a sua experiência no mestrado da USP (e, em especial, por ser em Tradução em Língua Inglesa!) e pedir, por favor, se você poderia me enviar o link para a página na web que tenha o conteúdo programático do mestrado e/ou conteúdo para estudar para a prova / seleção de mestrado aí na USP em Tradução de Língua Inglesa ou então o link para o Programa de Pós-Graduação em Letras daí da USP mesmo… Ainda faltam cerca de 2 anos para eu fazer a prova, mas desde já eu vou seguir todos os seus conselhos e me preparar o quanto antes(!) para a prova!!! (Precaução nunca é demais, né?!)

    Desde já agradeço!

    Bons Estudos pra ti e Bom Pós-Doutorado!
    (Sim, acredito que você irá fazer Pós-Doutorado!, por quê não?!)

    Parabéns pelo seu blog e SU-CES-SO!!! ;)

    Abraço e Tdb,
    Ana Cecília Franco

    • P.S.: por favor, se puder entrar em contato comigo através do meu e-mail pessoal (actfranco1@gmail.com) também, eu ficaria muito contente!

    • sandra said

      Ana Cecília, muito obrigada pelo comentário. Fico feliz que tenha gostado do post e ficado animada para continuar seus estudos.
      Segue o link que você pediu: http://dlm.fflch.usp.br/traducao
      Dá uma olhada lá, tem um monte de informações.
      Abraço e boa sorte!
      Pós-doutorado? Que sabe… :-)

  170. Miriam Querino de Souza said

    Miriam disse

  171. Miriam Querino de Souza said

    Olá Sandra!
    Terminei o mestrado em linguística e semiótica o ano passado na USP.Esse ano fiz a proficiência para o Doutorado no campus da Educação.Passei, mas o meu projeto não foi aprovado.Você sabe quanto tempo tem validade a minha proficiência ou eu a perdi?Pretendo começar como aluna ouvinte.Optei por essa área porque sou professora na rede pública.
    Um grande abraço,
    Miriam

    • sandra said

      Oi, Miriam,
      A proficiência continua valendo por dois anos na FFLCH, mas não deixe de confirmar na Educação.
      Que pena que o projeto não foi aprovado. Mas não desista. Use esse tempo como ouvinte para melhorar o projeto, pedir orientação de professores.
      Boa sorte!
      abs

  172. Juninho said

    Oi, Sandra. Gostei muito da sua explicação, eu estou na faculdade ainda e só me formo em 2016, eu queria saber se fazer uma pós- graduação ajuda a entrar com mais facilidade no mestrado ou não?
    Abraço!

    • sandra said

      Oi, Juninho.
      Tudo ajuda, principalmente a você ter mais experiência e encontrar uma área de interesse. Mas no processo seletivo em si, isso não faz muita diferença. No meu caso, por exemplo, não fiz especialização porque não havia encontrado nada do meu interesse.
      abraço e boa sorte!

  173. scrcrwx said

    Sandra, quando que é o período de inscrição pra aluno especial? E aonde se inscreve? (o site realmente é muito bagunçado). No caso, eu queria fazer mestrado na USP no instituto de psicologia

    • sandra said

      Cada faculdade tem seus prazos. Procure pelas informações sobre o processo seletivo da pós-graduação. Em último caso, vale a pena dar uma ligada no departamento. Geralmente, o prazo é em janeiro/junho para cursar a disciplina do semestre.
      Boa sorte!

  174. Sassa said

    Oie,
    Gostei das suas dicas, tentarei fazer meu mestrado na USP, mas na área de Direito Empresarial. Como faço para ter acesso a grade curricular da matéria ? não consigo me encontrar no site

    • sandra said

      Oi, Sassa. Procure pelas disciplinas oferecidas pela faculdade, no departamento de pós-graduação.
      Boa sorte!

  175. vanilda said

    Muito boa a sua explicação. Me ajudou a planejar mais.

    • sandra said

      Que bom, Vanilda. Boa sorte.

  176. Oi Sandra, obrigada por postar sua experiencia!
    Sou uma estudante estrangeira (me disculpem pela falta de acentos, infelizmente nao tenho teclado portugues:D). Um ano e meio atras cursei um semestre na usp come estudante intercambista e adorei tanto que gostaria voltar de novo para fazer um mestrado, mesmo sabendo que vai ser muito dificil entrar (tentar nao custa nada, né?rs)
    Queria perguntar para vocè em relaçao ao projeto de pesquisa a ser apresentado, pois no meu paìs nao existe e nao tenho ideia certinha do que seja… tem que ser sobre topicos que vocè vai estudar durante o mestrado, ou pode ser sobre qualquer assunto da sua area de estudo?

    Obrigada

    • sandra said

      Oi, Anna,

      Claro que você deve tentar. Posso te afirmar que o processo é igual para todos.
      Quanto ao projeto de mestrado, ele deve ser uma apresentação da sua proposta de pesquisa. Deve conter introdução (contextualização, justificativas), objetivos de pesquisa, fundamentação teórica, metodologia e um pequeno cronograma. Não precisa ser muito longo, cerca de 10 a 13 páginas.
      Boa sorte!
      Abraço
      Sandra

  177. Alessandra Braga said

    Olá Sandra,
    Muito bacana sua iniciativa em tentar ajudar outras pessoas.
    Apenas um ponto: pelo que entendi no site da USP aluno especial é somente aquele que já cursa mestrado em outra universidade e quer cursar algumas disciplinas na USP para tentar futuramente ir para lá.
    Uma pessoa que não faz mestrado em outro local, não pode ser aluno especial.

RSS feed for comments on this post · TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

TRADLITTERIS

para pensar sobre letras e tradução

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 34 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: